Vivendo triângulo amoroso na novela das 18h, Rayssa Bratillieri exalta trabalho ao lado do namorado

"É o cara mais companheiro que já conheci", fala a intérprete da Pérola sobre André Luiz Frambach (Márcio)

Por Juliana Pimenta

Rayssa Bratillieri e André Luiz em 'Éramos Seis', na vida real e em 'Malhação'
Rayssa Bratillieri e André Luiz em 'Éramos Seis', na vida real e em 'Malhação' -

Se por um lado, a Soraia de 'Éramos Seis' tem feito de tudo para conquistar o amor de Julinho, Rayssa Bratillieri anda bem tranquila no que diz respeito ao namoro com o colega de elenco André Luiz Frambach. Juntos desde 'Malhação - Vidas Brasileiras', em que interpretaram o casal Pérola e Márcio, os jovens atores vivem o sonho de serem colegas de trabalho mais uma vez.

"É uma delícia trabalhar ao lado dele. Estudar as cenas juntos facilita também. Eu aprendo com a forma de trabalho dele e sei que ele também aprende comigo. Além de passarmos mais tempo juntos por conta disso", comemora a atriz de 22 anos, que aproveita para elogiar o companheiro. "Faremos um ano de namoro mês que vem. Nós somos realmente muito amigos, e o André é o cara mais companheiro que já conheci na vida", se derrete.

O outro lado

Apesar da felicidade com o papel na novela das 18h, Rayssa acumula o difícil trabalho de defender Soraia, sua personagem que, na sua opinião, não é uma vilã. "Uma história é feita pelos conflitos. E em cena, nós precisamos entender quem é o caçador e quem é a caça. A Soraia é a caçadora. Eu justifico isso entendendo que essa foi a forma como ela aprendeu a amar", explica a atriz, fazendo alusão ao amor descontrolado da jovem por Julinho.

Na trama, Soraia é apaixonada por Julinho desde a infância, mas o amado já está noivo de Lili (Triz Pariz). Rayssa entende que o rapaz é o responsável por envolver as duas nesse triângulo amoroso. "Óbvio que ele também é culpado. A Soraia só foi tomando as atitudes que tomou porque via que tinha abertura e que seria correspondida pelo Julinho. Ele em nenhum momento cortou essa possível relação pela raiz. Mesmo porque ele é quem tinha um relacionamento a zelar", argumenta Rayssa que confessa não saber se já foi vítima de algum comportamento do tipo: "Não que eu tenha consciência".

Menina mimada

De todo modo, por mais compreensível que seja o histórico de Soraia, é impossível não se incomodar, por vezes, com o comportamento da jovem. Guardadas as proporções, é possível comparar a personagem da novela das 18h com Pérola, a vilãzinha de 'Malhação' que apresentou Rayssa ao Brasil. "Vejo semelhanças na criação das duas como se a Pérola fosse a Soraia em 1930. Adoro descobrir vida nessas garotas que possuem o estereótipo de vilãzinhas. Fico me perguntando se tenho cara de mimada para repetir duas vezes essa dose", brinca Rayssa, que acredita em destinos diferentes para as duas jovens mulheres.

"Elas tomam caminhos diferentes na vida. Em 'Malhação', a Pérola teve aprendizados, evoluindo e se transformando em uma pessoa melhor no final de história. Não acho que Soraia vá ter isso. Ela sempre acaba conseguindo o quer. Isso faz com que ela ache que a vida é sobre suas vontades", destaca.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários