Após ter show cancelado, Valesca Popozuda pede desculpas à comunidade LGBTQ+

Cantora foi criticada por apoiar maquiador que é fã do presidente Jair Bolsonaro

Por O Dia

Augustin Fernandez e Valesca Popozuda
Augustin Fernandez e Valesca Popozuda -

Rio - Valesca Popozuda usou o Instagram, na manhã desta terça-feira, para se desculpar com a comunidade LGBTQ+. A cantora teve um show em uma boate gay cancelado após aparecer em foto ao lado do maquiador Agustin Fernandez, que é apoiador e fã declarado do presidente Jair Bolsonaro. 

"A Euforia Club acredita e defende os direitos de igualdade dos gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. E, além disso, luta pelo combate à discriminação e promoção dos direitos LGBTQ+", disse a boate em comunicado para explicar o motivo do cancelamento do show de Valesca Popozuda.

Valesca afirmou que não tinha noção de que o amigo era tão impopular entre a comunidade LGBTQ+. "Vim aqui pedir desculpas para vocês, porque realmente eu não tinha noção do que o Agustin representava para vocês, para a comunidade LGBTQ+. Realmente, eu não tinha a mínima noção. Eu não tenho noção do que é ter um filho expulso de casa, a dor de perder um filho, a dor também do que é andar pela rua e as pessoas te encararem, de olharem com uma cara só porque você está sendo você", disse a funkeira que também fez questão de dizer que não votou em Jair Bolsonaro. 

"Eu não votei em Bolsonaro nenhum. Eu sempre fui contra tudo o que ele fala, o que faz. Então, por isso vim aqui pedir desculpas a vocês. São dezessete anos da minha vida lutando por vocês, por nós. Dezessete anos fazendo todas as paradas LGBTQ+, e eu sei que posso até não fazer mais shows nestas casas, posso perder este público. Mas, mesmo assim, vou continuar aqui lutando por vocês, por nós. Defendendo até o fim", garantiu.

Comentários