'Assunto de cunho particular', diz assessor de Beatriz Segall

Paulo de Simone afirmou que a família da atriz não vai se pronunciar sobre herança da atriz

Por O Dia

A personagem Odete Roitman foi eternizada pela atriz na novela 'Vale Tudo', de 1988
A personagem Odete Roitman foi eternizada pela atriz na novela 'Vale Tudo', de 1988 -

Rio - A família de Beatriz Segall não pretende se pronunciar sobre o fato de a atriz ter deixado parte da herança para seu motorista. "A família não vai se pronunciar sobre o assunto porque eles consideram que é de cunho particular", disse o assessor de imprensa Paulo de Simone.

Beatriz Segall deixa parte da herança para motorista

A abertura do testamento de Beatriz Segall, cinco meses após a morte da atriz, chocou muita gente. Isso porque a veterana deixou parte da herança para seu motorista. De acordo com a jornalista Fabíola Reipert, do "Balanço Geral", da Record, Adilson Ricardo Leite vai receber um carro zero quilômetro e uma quantia significativa em dinheiro a ser estipulada pelos três filhos da artista.

Dois amigos da diva da televisão brasileira também são citados no documento. Andres dos Santos Junior e José Paulo Ficks, segundo a jornalista. Para a dupla, a artista deixou o quadro “Caipiras na Neblina”, de autoria do pintor modernista Lasar Segall, sogro de Beatriz.

Ainda de acordo com Fabíola Repeirt, ao contrário do que foi divulgado na época, Beatriz não morreu de problemas respiratórios. A certidão de óbito diz que a causa da morte da atriz foi "doença de Alzheimer de início tardio".

Comentários