Preta Gil sobre maratona carnavalesca: 'Muito além do que imaginei'

Cantora se apresentou com seu bloco no Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo

Por O Dia

Preta Gil em apresentação do 'Bloco da Preta' em São Paulo
Preta Gil em apresentação do 'Bloco da Preta' em São Paulo -

Rio - Preta Gil finalizou com chave de ouro o seu Carnaval 2019! Com a estreia do Bloco da Preta na capital paulista, a cantora fechou de forma inesquecível um carnaval que será lembrado também pela comemoração do 10º aniversário do Bloco no Rio.

Em São Paulo, a cantora Lexa se juntou a Preta Gil no desfile do bloco no Ibirapuera. Lexa desfilaria na Avenida Marquês de São Vicente com o Bloco da Sapequinha, mas teve sua apresentação cancelada após sofrer um golpe. O desespero de Lexa sensibilizou Preta Gil que imediatamente convidou a cantora para se juntar ao Bloco da Preta.

Ao final do desfile do bloco, o público e a cantora foram surpreendidos por um lindo arco-íris. Além de Lexa, em São Paulo Preta recebeu Gloria Groove, Giilmelândia, Mari Antunes e Mulher Pepita, fechando com chave de ouro um ano de muitas participações – no Rio e em Salvador passara pelo trio David Brasil, Fernando Torquato, Fernanda Paes Leme, Ju de Paulla, Thaynara OG, Carolina Dieckman, Gominho, Gretchen, Cris Viana, Ludmilla, Thiago Abravanel e Luisa Sonza, entre outros.

No Rio de Janeiro o Bloco da Preta desfilou uma semana antes do carnaval, reunindo um público de mais de meio milhão de pessoas. Com o tema “Festa”, Preta celebrou uma década de desfiles na Cidade Maravilhosa – uma história que começou em Ipanema e hoje tem o bloco como um dos três maiores da cidade. “Quando comecei o bloco, jamais poderia imaginar que tomaria essa proporção. Então, a gente está aqui comemorando 10 anos de muita luta, muita alegria e um amor que eu tenho pela minha cidade,” — afirmou Preta.

Na semana do Carnaval, Preta levou o Bloco da Preta 2222 pela terceira vez a Salvador, no Circuito Barra Ondina. “Passei os principais carnavais da minha vida entre o Rio e Salvador, e o Bloco da Preta é fruto dessa mistura, tem muito do samba carioca, mas foi inspirado também no carnaval da Bahia e no Axé. Há três anos realizei o sonho de levá-lo a essa terra que amo e quero sempre voltar pois me sinto parte da festa baiana também“. 

Comentários