Melhor amigo de Gugu lamenta morte do apresentador: 'sem forças para ir no funeral'

Homero Salles decidiu abrir o coração e escreveu uma carta emocionante para o apresentador que morreu na última sexta-feira (22)

Por iG

Homero Salles e Gugu
Homero Salles e Gugu -

São Paulo - Melhor amigo de Gugu Liberato, Homero Salles, decidiu abrir o coração e escreveu uma carta emocionante para o apresentador que morreu na última sexta-feira (22), em Orlando, nos Estados Unidos.

"Estive desde o primeiro dia aqui em Orlando, dando suporte a família do Gugu, tentando entender os desígnios de Deus e totalmente inconformado com essa fatalidade. Quem conheceu nossa amizade sabe o que estou passando. Não preciso dizer nada", começou o diretor na carta em memória de Gugu Liberato.

O amigo também lembrou dos últimos momentos de vida do apresentador e registrou. "Consegui estar ao seu lado ainda com um sopro de vida e tive o privilégio de poder despedir-me, sozinhos no quarto do Hospital, onde pude dizer o quanto o amava e a falta que ele vai fazer em minha vida...quisera eu, que fosse mais uma conversa e não um triste monólogo. Esses momentos a sós, foram a minha dolorosa despedida."

No fim, Homero admirou a força da mãe do empresário em reunir e manter a família toa forte. "Não tenho mais lágrimas para derramar e não tenho a força de sua mãezinha, Maria do Céu, que aos 90 anos, consegue com seu exemplo firme e forte, manter a família de pé, para ir ao seu funeral...eu ficarei agora de longe, na retaguarda, como sempre estive e orando muito para que ele tenha a paz que merece e que o Senhor Jesus o acolha em seus braços. Adeus Gugu e como você sempre dizia... - vamos falando...".

Homero Salles foi diretor do programa "Viva A Noite" que era apresentado pelo comincador. Os dois trabalharam juntos como produtores em 1979 e são amigos esde então.

Ainda não há mais informações sobre quando o corpo de Gugu Liberato chegará ao Brasil, mas o velório será feito na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) e o corpo será enterrado ao lado de seu pai no jazigo da família no Cemitério Gethsêmani, no Morumbi.

Comentários