Felipe Neto comemora condenação de deputado que o associou ao massacre de Suzano

Carlos Jordy (PSL-RJ) foi condenado a pagar R$ 35 mil ao youtuber além de fazer retratação pública

Por O Dia

Youtuber Felipe Neto
Youtuber Felipe Neto -
Rio - Felipe Neto comemorou no Twitter, nesta terça-feira, a condenação na Justiça do deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ). O youtuber move ação contra o parlamentar por ele tê-lo acusado, no Twitter, de fornecer informações que teriam ajudado no massacre de Suzano, em março do ano passado.
Jordy foi condenado pela Justiça a pagar R$ 35 mil a Felipe Neto além de fazer reparação pública. Felipe afirmou que vai doar todo o dinheiro ao Instituto Marielle Franco e o projeto Ocupa Sapatão. A decisão foi proferida pela juíza Bianca Ferreira do Amaral Machado Nigri, da 1ª Vara Cível da Barra da Tijuca. Ainda cabe recurso. 
"Em sua defesa, ele não mostrou prova nenhuma, só pediu imunidade parlamentar. Perdeu", escreveu Felipe Neto no Twitter. "Essa vitória é importantíssima para que esses agentes do governo percebam que não estão acima da lei, não estão protegidos para fazerem o que bem entenderem. A derrota de Carlos Jordy é prova de que o sistema judiciário não está entregue ao executivo. Há esperança", concluiu.
Relembre
Em 2019, Jordy afirmou que os criminosos de Suzano pegaram informações para o massacre após pegarem informações em um vídeo de Felipe. 
"Quando digo que país não devem deixar os filhos assistirem vídeos do Felipe Neto, não é brincadeira. Em 2016, ele fez vídeo ensinando a entrarem em sites da deepweb. Agora descobriram que os assassinos de Suzano pegaram as informações para o massacre num dos sites após assistirem ao vídeo", escreveu.

Comentários