Apresentador da Globo está internado na UTI com coronavírus

A primeira vez que Seu Waldemar identificou sintomas que poderiam ser da covid-19 foi no dia 18 de março. Desde então, recebeu o diagnóstico de uma pneumonia e se manteve em isolamento social

Por iG

Waldemar Neto está com coronavírus
Waldemar Neto está com coronavírus -

São Paulo - Waldemar Neto, de 33 anos, mais conhecido como Seu Waldemar, está internado na UTI de um hospital em Goiânia. O apresentador comanda o programa "No Balaio", na TV Anhanguera, filial da Globo em Goiás. Segundo comunicado divulgado nas redes sociais, ele recebeu a confirmação de que está com covid-19 na quarta-feira.

A primeira vez que Seu Waldemar identificou sintomas que poderiam ser decorrentes de uma infecção causada pelo novo coronavírus foi no dia 18 de março. Desde então, ele recebeu o diagnóstico de uma pneumonia e se manteve em isolamento social. O apresentador está internado, mas apresenta melhoras.

"Seu Waldemar segue em acompanhamento na Unidade de Terapia Intensiva desde a noite da última segunda-feira e responde positivamente aos procedimentos realizados. Notou-se melhora considerável nos exames clínicos", escreveu a assessoria do ex-cantor sertanejo em um comunicado. 

Conforme o colunista Leo Dias noticiou, a filial da Globo em Goiás está sendo bastante afetada pelo novo coronavírus. O principal apresentador da emissora, Matheus Ribeiro, ficou afastado do trabalho por conta de suspeitas de estar com a covid-19. Além de Seu Waldemar, outra apresentadora e um repórter estão afastados da TV Anhanguera por apresentarem sintomas. 

Em um post no Instagram, a emissora mandou desejos de melhoras a Seu Waldemar e também aproveitou para relembrar os seguidores das precauções que devem ser tomadas para conter o contágio do novo coronavírus. "Nesse momento, gostaríamos de reforçar as medidas de proteção contra o coronavírus como evitar aglomerações, contatos próximos com outras pessoas, higienizar sempre as mãos e os objetos que tocar, além de permanecer em casa sempre que possível. Vamos juntos torcer pela rápida recuperação do Waldemar e continuar cuidando uns dos outros!", dizia a publicação.

Comentários