Kim Jong-un curte passeio noturno em Cingapura

Depois de um dia no luxuoso hotel Saint Regis, o líder norte-coreano saiu à noite a bordo de sua limusine, acompanhado por um impressionante cortejo, como quando chegou ao aeroporto

Por AFP

O líder norte-coreano Kim Jong-Un passeia pela ponte do Jubileu, em Cingapura
O líder norte-coreano Kim Jong-Un passeia pela ponte do Jubileu, em Cingapura -

Cingapura - Selfie, passeio pelo centro da cidade sob os flashs e gritos na frente de seu hotel: o líder norte-coreano Kim Jong Un aproveitou a noite de Cingapura nesta segunda-feira.

Longe das imagens oficiais durante um disparo de míssil ou uma parada militar em Pyongyang, o líder de um dos países mais fechados do mundo foi respirar um ar fresco na véspera de sua cúpula com o presidente americano Donald Trump.

O homem cujas viagens ao exterior podem ser contadas nos dedos de uma das mãos visitou o jardim botânico de última geração da baía da cidade-Estado asiática.

Ele também visitou o terraço do "Marina Bay Sands", edifício mais emblemático de Cingapura, com a forma de um barco, uma visita transmitida ao vivo pelos principais canais internacionais.

Especulações sobre sua passagem pelo cassino do prédio correram durante toda a noite, sem serem confirmadas.

Depois de um dia no luxuoso hotel Saint Regis, o líder norte-coreano saiu à noite a bordo de sua limusine, acompanhado por um impressionante cortejo, como quando chegou ao aeroporto.

O comboio foi até o "Gardens by the Bay", um jardim botânico de 100 hectares que se tornou a vitrine turística de Cingapura desde a sua criação há alguns anos.

Estufas futuristas onde vários climas são recriados, árvores metálicas rosas se iluminam todas as noites para um show de luzes e som ... O homem forte de Pyongyang foi visto visitando uma estufa com sua irmã e conselheira, Kim Yo Jong.

Selfie inédito

O ministro das Relações Exteriores de Cingapura, Vivian Balakrishnan, posa para uma selfie com o líder norte-coreano Kim Jong-Un na ponte do Jubileu durante passeio em Cingapura - Nicholas Yeo/ AFP

Poucos minutos depois, o ministro das Relações Exteriores de Cingapura, Vivian Balakrishnan, postou no Twitter uma selfie de si mesmo com Kim Jong Un, ambos sorridentes, durante a visita.

"Vale a pena tirar uma foto com um tirano? Que vergonha", foi um dos comentários deixados por internautas na rede social.

Os comentaristas se perdiam nesta segunda-feira à noite em conjecturas, dizendo se tratar da primeira selfie feita com o líder norte-coreano.

"Eu tive que olhar várias vezes antes de perceber que era verdadeira", comentou Tom Fowdy, especialista em Coreia do Norte.

Quanto a Donald Trump, teve direito a uma foto com um bolo de aniversário no almoço com o primeiro-ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong, com alguns dias de antecedência.

O encontro entre Kim e Trump, inimaginável há alguns meses, quando estavam envolvidos numa escalada verbal que fazia temer o pior, está previsto para a manhã desta terça-feira em um hotel de luxo. Será seguido por uma reunião com suas respectivas equipes, seguida de um almoço de trabalho.

Washington diz que está pronto, em troca de sua desnuclearização, fornecer à Coreia do Norte "garantias únicas de segurança".

Galeria de Fotos

O líder norte-coreano Kim Jong-Un passeia pela ponte do Jubileu, em Cingapura Nicholas Yeo/ AFP
O ministro das Relações Exteriores de Cingapura, Vivian Balakrishnan, posa para uma selfie com o líder norte-coreano Kim Jong-Un na ponte do Jubileu durante passeio em Cingapura Nicholas Yeo/ AFP

Últimas de Mundo & Ciência