Viúva presta homenagens a mergulhador que morreu durante socorro aos meninos da Tailândia

'Não existe ninguém como você. Sem você, não quero continuar respirando', diz texto publicado por Valeeoan Kunan

Por O Dia

Viúva do mergulhador Saman Kunan fez homenagem ao marido
Viúva do mergulhador Saman Kunan fez homenagem ao marido -

Rio - Valeepoan Kunan prestou homenagens ao marido, Saman Kunan, que morreu na última sexta-feira durante as operações de socorro ao time de futebol juvenil que ficou preso em uma caverna na Tailândia por 18 dias. A viúva fez várias publicações com fotos do casal e do herói em sua conta no Instagram. O mergulhador, de 38 anos, faleceu ao voltar do local onde os doze meninos e o técnico estavam. 

Mergulhador Saman Kunan, de 38 anos, e viúva Valeepoan - Reprodução/ Instagram

"Você sempre estará comigo... Não existe ninguém como você... Sem você, não quero continuar respirando... porque prometemos que usaríamos a mesma respiração", diz uma das últimas publicações de Valeepoan Kunan.

Mergulhador Saman Kunan, de 38 anos, morreu após ficar com falta de ar em socorro a time de futebol preso em caverna, na Tailândia - Reprodução/ Instagram

Kunan ficou sem ar para o retorno após ter entregue uma reserva de oxigênio para os meninos e o treinador. O ex-membro da Marinha tailandesa acabou perdendo a consciência. Um companheiro ainda tentou ajudá-lo e carregá-lo, mas não conseguiu. A morte alertou o governo tailandês sobre os riscos do resgate.

Segundo o jornal tailandês “Khaosod” seu corpo será cremado no próximo sábado na província de Roi Et.

Galeria de Fotos

Viúva do mergulhador Saman Kunan fez homenagem ao marido Reprodução do Instagram
Mergulhador Saman Kunan, de 38 anos, morreu após ficar com falta de ar em socorro a time de futebol preso em caverna, na Tailândia Reprodução/ Instagram
Mergulhador Saman Kunan, de 38 anos, e viúva Valeepoan Reprodução/ Instagram

Últimas de Mundo & Ciência