Autora de Harry Potter processa ex-funcionária por gasto de mais de R$ 117 mil

De acordo com a BBC, Amanda Donaldson, de 35 anos, gastou dinheiro de J.K. Rowling em cafeterias, papelaria, gatos e loja de vela

Por O Dia

Autora britânica J. K. Rowling em estréia do filme Animais Fantásticos: Os crimes de Grindelwald em Paris  )
Autora britânica J. K. Rowling em estréia do filme Animais Fantásticos: Os crimes de Grindelwald em Paris ) -

São Paulo - Autora da saga de livros Harry Potter, a escritora J.K. Rowling processou uma ex-funcionária após ela gastar cerca de 24 mil libras esterlinas (mais de R$ 117 mil) da fortuna da escritora para fazer compras pessoais.

De acordo com a BBC, Amanda Donaldson, de 35 anos, era assistente pessoal de Rowling e gastou o dinheiro em cafeterias, uma loja de papelaria e outra de velas, além de ter comprado dois gatos pela quantia de R$ 6 mil.

Donaldson trabalhou para a escritora entre os anos de 2014 e 2017 e tinha a permissão de usar um cartão de crédito que deveria ser utilizado apenas para compras envolvendo negócios.

Além das despesas, a criadora do universo bruxo acusa Donaldson de roubar objetos colecionáveis que a escritora guardava. Entre os itens estão um expresso de Hogwarts motorizado, uma coleção de varinhas e um raro exemplar de Os Contos de Beedle, O Bardo, história derivada do universo de Harry Potter.

Últimas de Mundo & Ciência