Trump nomeia ex-jornalista da FOX News como embaixadora na ONU

Para o cargo de procurador-geral, William Barr volta ao posto que exerceu durante a presidência de George H.W. Bush. Ele entra no lugar de Jeff Sessions, afastado após polêmicas denúncias de envolvimento com a Rússia nas eleições de 2016

Por AFP

Heather Nauert fez carreira como jornalista na emissora Fox News
Heather Nauert fez carreira como jornalista na emissora Fox News -

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira a nomeação de Heather Nauert, ex-jornalista da Fox News, como embaixadora americana na ONU em substituição a Nikki Haley.

Nomeada no ano passado como porta-voz do Departamento de Estado sem nenhuma experiência política, Heather é uma mulher "muito talentosa" e "muito inteligente", declarou Trump na Casa Branca.

"Acredito que será respeitada por todos", afirmou.

Formada em Jornalismo na Universidade de Columbia, Heather Nauert, de 48 anos, fez sua carreira na televisão na emissora ABC e, especialmente, na Fox News.

Se sua nomeação for confirmado pelo Senado, voltará para Nova York, onde fica a sede da ONU.

Figura central da equipe Trump, Nikki Haley anunciou sua renúncia, de forma inesperada, no início de outubro.

Filha de imigrantes indianos, ela garantiu, na época, que não será candidata à presidência em 2020 e que dará seu apoio à reeleição de Trump.

Procurador-geral

Para o cargo de procurador-geral, Trump nomeou William Barr, que volta ao posto que exerceu durante a presidência de George H.W. Bush na década de 1990.

"Ele era a minha opção desde o primeiro dia", declarou o presidente, que no início do mês demitiu Jeff Sessions, uma decisão que provocou questionamento sobre a investigação em curso sobre a interferência russa nas eleições de 2016.

Trump iniciou seu dia como uma ácida salva de tuites contra a investigação conduzida pelo procurador especial Robert Mueller sobre o suposto conluio entre sua equipe de campanha e a Rússia.

Sessions, que havia apoiado Trump em sua campanha à presidência, condenou seu futuro no cargo de procurador-geral quando decidiu contestar a investigação sobre a conspiração russa.

Desde a saída de Sessions, a posição foi ocupada interinamente por Matthew Whitaker.

"Ele é um homem fantástico, uma pessoa fantástica", disse Trump sobre seu novo procurador-geral.

Últimas de Mundo & Ciência