Após erupção do vulcão Etna, terremoto atinge Itália e deixa 10 feridos

Prédios antigos da região também foram destruídos pelos tremores

Por AFP

Prédios antigos foram destruídos pelos tremores -

Itália - Um terremoto de 4,8 graus de magnitude atingiu a região da Catânia, na Sul da Itália, na madrugada desta quarta-feira. Segundo o Serviço de Proteção Civil, tremor deixou dez pessoas levemente feridas e provocou danos em prédios antigos.

O terremoto ocorre dois dias após a erupção do vulcão Etna, localizado na região. Por causa do abalo, que acoteceu a apenas um quilômetro de profundidade, uma pequena parte da estrada à beira do mar foi fechada por precaução, mas o aeroporto de Catania, a capital da província, próximo do vulcão, permanece aberto.

Região Sul da Itália é atingida por terremoto - AFP

Após o terremoto de 4,8 graus, a região registrou 11 tremores secundários. De acordo com o Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV), mais de 130 tremores foram registrados desde segunda-feira, pouco depois do início da erupção.

A erupção aconteceu na parte lateral do Etna, a primeira em 10 anos. Com 3.300 metros, ele é o vulcão mais ativo da Europa, com erupções frequentes, conhecidas há pelo menos 2.700 anos. Sua última fase eruptiva foi na primavera de 2017 e a última grande erupção, no inverno de 2008/2009.

No fim de março, um estudo publicado na revista Bulletin of Volcanology revelou que o Etna desliza muito lentamente na direção do mediterrâneo, a um ritmo constante de 14 milímetros por ano.

Mais de 130 tremores foram registrados desde segunda-feira - AFP

Galeria de Fotos

Prédios antigos foram destruídos pelos tremores AFP
Região Sul da Itália é atingida por terremoto AFP
Mais de 130 tremores foram registrados desde segunda-feira AFP

Últimas de Mundo & Ciência