Vaticano anuncia a renúncia de porta-voz e de assistente

O americano Greg Burke foi nomeado em julho de 2016 depois de servir como número dois no serviço de imprensa vaticana

Por AFP

Papa Francisco
Papa Francisco -

Cidade do Vaticano - O Vaticano anunciou nesta segunda-feira, sem maiores explicações, a renúncia de seu porta-voz, o americano Greg Burke e sua assistente, a espanhola Paloma Garcia Ovejero, e a nomeação de um porta-voz interino.

"O Papa aceitou a renúncia do diretor e vice-diretor da Sala de Imprensa do Vaticano Greg Burke e Paloma García Ovejero, e nomeou o Diretor Interino Alessandro Gisotti, até agora coordenador de mídias sociais para o Dicastério (Ministério) da comunicação", afirma uma declaração da Santa Sé.

O americano Greg Burke, um membro da Opus Dei, uma instituição conservadora influente na Igreja Católica, foi nomeado em julho de 2016 depois de servir como número dois no serviço de imprensa vaticana.

Ele sucedeu o jesuíta Federico Lombardi. Anteriormente, trabalhou como jornalista em Roma para a revista Catholic National Catholic Reporter e como correspondente da Fox News.

Aos 59 anos, foi o segundo membro da Opus Dei a servir como porta-voz do Vaticano, depois do espanhol Joaquin Navarro Valls, o todo-poderoso diretor da comunicação de João Paulo II.

Primeira mulher a ocupar o posto de número 2 do serviço de imprensa do Vaticano, a jornalista espanhola Paloma Garcia Overo, de 43 anos, já havia sido correspondente do Vaticano com a Cadena COPE, uma das principais emissoras de rádio espanholas.

Últimas de Mundo & Ciência