Traficante mexicano El Chapo é condenado à prisão perpétua nos EUA

Entre as acusações, El Chapo foi condenado por conspiração internacional para distribuição de cocaína, metanfetaminas e maconha; uso de armas e lavagem de dinheiro

Por AFP

El Chapo foi condenado à prisão perpétua, acusado de liderar um império criminoso que traficou toneladas de drogas para os Estados Unidos
El Chapo foi condenado à prisão perpétua, acusado de liderar um império criminoso que traficou toneladas de drogas para os Estados Unidos -

Nova York - O narcotraficante mexicano Joaquin "El Chapo" Guzmán foi condenado, nesta terça-feira, à prisão perpétua pelos dez crimes pelos quais foi acusado de liderar um império criminoso que traficou toneladas de drogas para os Estados Unidos.

Entre as acusações, El Chapo foi condenado por conspiração internacional para distribuição de cocaína, metanfetaminas e maconha; uso de armas e lavagem de dinheiro. Os 12 jurados ouviram depoimentos de testemunhas e analisaram documentos.

O narcotraficante se recusou a prestar depoimento em defesa própria. O mexicano é apontado como um dos principais líderes do tráfico de drogas no mundo. El Chapo era o chefe do Cartel de Sinaloa, organização responsável pelo destino de parte da cocaína enviada para os Estados Unidos, e está preso no Manhattan Correctional Center desde janeiro de 2017.

Após o veredicto lido pelo juiz Brian Cogan, na corte federal do Brooklyn, o ex-chefe do cartel de Sinaloa, de 61 anos, cumprimentou sua jovem esposa Emma Coronel.

Coronel, de 29 anos, levantou o polegar da mão direita, cruzou as mãos no peito e beijou-o antes que os policiais retirassem El Chapo rapidamente da sala.

* Com informações da Agência Brasil

Comentários