Boxeador filmado socando policiais em protesto dos 'coletes amarelos' é julgado

Cristophe Dettinger, filmado batendo em um policial durante uma manifestação em Paris, será julgado nesta quarta-feira por acusações de até sete anos de prisão

Por AFP

Cristophe Dettinger, ex-campeão nacional de peso-leve, foi filmado batendo em um policial durante uma manifestação perto do prédio do parlamento em Paris
Cristophe Dettinger, ex-campeão nacional de peso-leve, foi filmado batendo em um policial durante uma manifestação perto do prédio do parlamento em Paris -

Paris - Um ex-boxeador profissional francês que agrediu policiais durante uma manifestação dos "coletes amarelos" em Paris será julgado nesta quarta-feira por acusações de até sete anos de prisão.

Cristophe Dettinger, de 37 anos, ex-campeão nacional de peso-leve, foi filmado em 5 de janeiro, batendo em um policial durante uma manifestação que degenerou em tumulto perto do prédio do parlamento na capital francesa.

As imagens, que foram transmitidas nas redes sociais e nos noticiários franceses, também mostravam Dettinger, de 1,90 metro de altura, chutando outro agente no chão.

As cenas causaram uma indignação generalizada no país, mas o ex-boxeador se tornou um herói para alguns "coletes amarelos", que se manifestaram por quase três meses, às vezes violentamente, contra a política fiscal e social do presidente Emmanuel Macron.

Dettinger, apelidado de "O cigano de Massy", em referência à cidade dos subúrbios parisienses onde sua corrida começou, será julgado pela corte correcional de Paris por "violência em reunião contra agentes da autoridade pública", uma acusação pela qual pode ser sentenciado a até sete anos de prisão.

Os dois policiais atacados obtiveram um certificado de incapacidade para o trabalho de 15 e 2 dias, respectivamente. Dettinger queria "bater para realmente nos machucar ou até mesmo nos matar se pudesse", disse um deles à imprensa.

 

Comentários