Mesmo com DIU, Mulher fica grávida e bebê nasce com dispositivo preso na axila

A pequena Ava nasceu prematura, com 23 semanas de gravidez, depois que o dispositivo 'furou' a bolsa e o parto precisou ser adiantado; entenda história

Por iG

Evelynn estava usando DIU quando ficou grávida de Ava e a menina nasceu com o dispositivo sob a axila
Evelynn estava usando DIU quando ficou grávida de Ava e a menina nasceu com o dispositivo sob a axila -
Evelynn Crouse, de 26 anos, tem cinco filhos e, como não esperava engravidar novamente tão cedo, colocou DIU (Dispositivo Intrauterino) — método contraceptivo que fica alojado no útero da mulher. Mesmo se prevenindo de uma gravidez não planejada, a mãe descobriu que estava esperando a Ava, sua sexta filha, e ficou ainda mais surpresa quando a menina nasceu. O caso foi revelado pelo jornal britânico The Sun.
Segundo informações do The Sun , o DIU foi o "responsável" para que Ava nascesse prematura, com 23 semanas, já que a ponta (em formato de "T") furou o saco aminiótico e fez o trabalho de parto acontecer antes do esperado. O bebê ainda veio ao mundo com o item sob a axila.

A mãe, que mora na Florida, Estados Unidos, afirma que usa o método desde 2016, mas quando percebeu que sua menstruação estava atrasada, decidiu fazer um teste — que deu positivo. A notícia foi recebida com felicidade pelo marido, Justin, 31, e os cinco filhos, Alyssia, 12, Andrew, 11, Mason e Madeline, os dois com 6 anos, e Lillie Ann, 3.
De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o DIU tem 0,7% de chance de falha, o que significa que uma a cada 100 mulheres ficam grávidas usando o método. Por causa disso, para a família, Ava é um "bebê milagre", já que foi completamente inesperada. "Eu não esperava ficar grávida usando DIU. Ela é o meu pequeno milagre", disse Evelynn.

Mesmo sendo possível ver o dispositivo no ultrassom, a mulher relata que os médicos optaram por não removê-lo durante a gravidez, já que poderia causar aborto espontâneo. Mesmo com medo de machucar o bebê, Evelynn manteve a gravidez até a 23ª semana, quando o item "furou" a bolsa e o parto precisou ser adiantado.

Os médicos não conseguiram prolongar a gestação e Ava nasceu prematura, com apenas 33 centímetros, "Quando tiraram ela, o DIU estava preso em sua axila. Lembro quando eles me mostraram, Felizmente ela não se machucou, mas nasceu muito pequena e frágil."

A menina precisou passar por um cirurgia devido à problemas respiratórios, mas a mãe afirma que ela está saudável e poderá sair do hospital em algumas semanas.

Comentários