Compromisso com a biodiversidade

Empresas do Brasil aderem a documento que define metas até 2030 em favor do meio ambiente

Por O Dia

A flora e a fauna brasileira, inclusive a marinha, devem ser beneficiadas com o engajamento de grandes empresas à proposta da CEBDS
A flora e a fauna brasileira, inclusive a marinha, devem ser beneficiadas com o engajamento de grandes empresas à proposta da CEBDS -

O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) lançou no último dia 29, em evento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, no Rio, o Compromisso Empresarial Brasileiro para a Biodiversidade. O documento, que já conta com a adesão de 12 empresas, como Eletrobras, Boticario, Bayer e Suzano, define nove metas até 2030 com foco em prevenção, mitigação, compensação e compartilhamento de informações.

"O objetivo é ampliar o engajamento do setor empresarial brasileiro, buscando a adesão de outras empresas. Esse compromisso é um marco importante que será levado a COP15 da Biodiversidade, em 2020, na China", disse Marina Grossi, presidente do CEBDS.

A iniciativa faz parte de um movimento global que visa desenvolver ações para conter as altas taxas de extinção de espécies e restaurar os sistemas naturais vitais do planeta. O Brasil abriga a maior biodiversidade do planeta, com mais de 20% do número total de espécies.

Plano de Desenvolvimento Sustentável chega às escolas

Por inciativa da Prefeitura do Rio, pais de alunos vão participar das discussões do Plano de Desenvolvimento Sustentável e Plano de Ação Climática. O primeiro de uma série de nove encontros, aconteceu nesta terça-feira (29/10), na Escola Municipal Paulo Freire, no Centro do Rio. A Secretaria Municipal de Educação juntamente com a Secretaria da Casa Civil, através da Subsecretaria de Planejamento e Acompanhamento de Resultados e seu Escritório de Planejamento, farão estes encontros com representantes do Conselho Escola Comunidade . A ação é realizada em parceria com a Organização das Nações Unidas-Habitat e C40, grupo de grandes cidades para o combate às mudanças climáticas, do qual o Rio de Janeiro faz parte. Todas as regiões da cidade serão contempladas, sendo o primeiro encontro, no Centro do Rio.

Os pais de alunos e técnicos da prefeitura vão discutir aspectos importantes da Cidade e sua localidade a partir de um breve panorama de informações sobre a região. E participantes poderão levantar propostas e contribuições para que juntos tornem o Rio uma cidade mais solidária e justa para todos.
A dona de casa Sabrina Gomes Ferreira é representante de pais de alunos na comunidade do Morro dos Prazeres e ressalta a importância de conscientizar a população para os efeitos da degradação do meio ambiente
- Há dez anos sofremos com um deslizamento muito grande na comunidade e isso foi causado pelo acúmulo de lixo. Perdemos pessoas, amigos, parentes.A população tem que se conscientizar para o que estamos perdendo - diz ela.
Luciana Tuszel, coordenadora do projeto ONU Habitat, reforça que a participação da sociedade é fundamental para que os instrumentos de planejamento e as necessidades da população se alinhem, assim como a relação das pessoas com o poder público.
- O Plano de Desenvolvimento Sustentável tem a característica de estimular o processo participativo. Precisamos ouvir a população, a sociedade civil para fazer um planejamento de acordo com as suas necessidades - destaca.
[2:12 PM, 31/10/2019] Luiz Almeidinha: Dia 06/12 em Madureira; 11/11 no Tanque; 12/11 em Realengo; 13/11 em Campo Grande e 14/11 em Santa Cruz

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários