Hong Kong confirma morte de estudante durante manifestações contra o governo

Jovem caiu do terceiro andar de um edifício de estacionamento

Por Istoé

Jovens participam de uma vigília na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) em homenagem ao estudante morto durante protestos
Jovens participam de uma vigília na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) em homenagem ao estudante morto durante protestos -

HONG KONG – O governo de Hong Kong confirmou nesta sexta-feira (8) a morte de um estudante universitário de 22 anos, que caiu do parapeito de um estacionamento durante os protestos pró-demoracia na última segunda-feira (4).   

Durante as manifestações, Chow Tsz-lok, estudante da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong, foi achado no terceiro andar de um edifício de estacionamento. O jovem foi hospitalizado e estava em coma, mas seu estado de saúde piorou e faleceu após uma parada cardíaca.   

De acordo com a imprensa local, no momento do acidente, a polícia estava usando gás lacrimogêneo para afastar os manifestantes. No entanto, as autoridades disseram que Chow poderia ter caído acidentalmente do edifício.

A morte do jovem provocou protestos e solidariedade por partes dos estudantes. Entretanto, o caso aumentou a tensão no território, já que poderá acontecer manifestações mais pesadas neste fim de semana.   

A polícia de Hong Kong expressou condolência com a família do estudante e uma porta-voz declarou que “o mais breve possível” haverá uma investigação sobre o caso.

Galeria de Fotos

Jovens participam de uma vigília na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) em homenagem ao estudante morto durante protestos AFP
Jovens participam de uma vigília na Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) em homenagem ao estudante morto durante protestos Caption AFP

Comentários