Embaixador do Reino Unido no Irã é detido por 'incitar manifestações'

Ministro das Relações Exteriores britânico considerou a detenção uma violação flagrante da legislação internacional

Por AFP

Estudantes foram dispersados pela polícia durante um protesto em Teerã para homenagear 176 pessoas mortas depois que um avião foi abatido por engano
Estudantes foram dispersados pela polícia durante um protesto em Teerã para homenagear 176 pessoas mortas depois que um avião foi abatido por engano -
Londres - As autoridades iranianas detiveram brevemente o embaixador do Reino Unido no Irã neste sábado, informou o ministro das Relações Exteriores britânico, Dominic Raab.

"A detenção de nosso embaixador em Teerã sem razão ou explicação é uma violação flagrante da legislação internacional", declarou Raab.

Segundo o Daily Mail, o embaixador foi preso por supostamente "incitar" os manifestantes em Teerã que protestaram contra as autoridades pelo acidente aéreo pelo qual muitos iranianos morreram.

Ele foi libertado depois de uma hora, segundo a mesma fonte.

Raab afirmou que o Irã deve escolher entre "avançar para o status de pária" ou "tomar medidas para uma desescalada e adotar o caminho diplomático".

O presidente iraniano Hasan Rohani admitiu neste sábado que um avião ucraniano foi derrubado por engano por um míssil da defesa aérea iraniana.

A polícia iraniana dispersou estudantes que protestavam em Teerã no sábado, segundo a agência de imprensa iraniana Fars.

Os Estados Unidos pediram neste sábado ao Irã que se desculpe por ter detido brevemente o embaixador do Reino Unido.

"Isso viola a Convenção de Viena. Fazemos um chamado ao regime para que se desculpe formalmente com o Reino Unido por violar seus direitos e que respeite os direitos de todos os diplomatas", tuitou a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários