Foguete da NASA - Reprodução
Foguete da NASAReprodução
Por IG - Último Segundo
São Paulo - A NASA, agência espacial do governo dos Estados Unidos, divulgou, na última quinta-feira, os quatro finalistas de um programa de missões interplanetárias, que investe no envio de sondas para outros planetas e astros com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o sistema solar. Dois dos quatro projetos, que pretendem explorar Vênus ou as luas de Júpiter e Netuno, serão escolhidos e ocorrerão entre 2025 e 2029.

"As missões selecionadas têm o potencial de transformar nossa compreensão de alguns dos astros mais complexos do sistema solar", disse Thomas Zurbuchen, responsável pela Diretoria de Missões Científicas da NASA. “Explorar qualquer um desses corpos celestes ajudará a desvendar os segredos de como eles surgiram no cosmos”.

Após terem sido selecionados, os cientistas precisaram aprofundar seus projetos pelos próximos nove meses. A decisão final dos dois finalistas será tomada no final de 2021 e a previsão é que a partida das missões ocorra entre 2025 e 2029. As missões são escolhidas de acordo com o potencial científico deles. 

Conheça os projetos: 

DAVINCI+

Pretende analisar a atmosfera de Vênus para entender como o planeta se formou e evoluiu. Também deseja descobrir se o astro já teve um oceano. O projeto mergulharia na atmosfera de Vênus para medir sua composição. A missão tem potencial de reformular a visão sobre como um corpo celeste se forma no Sistema Solar. A última missão liderada pelos EUA que foi a Vênus ocorreu em 1978.

Io Volcano Observer (IVO)

A missão deseja estudar uma das luas de Júpiter, a Io, para entender como as forças das marés moldam os corpos planetários. A lua é impactado pela constante pressão da gravidade de Júpiter e é o corpo mais vulcões ativos do sistema solar. Pouco se sabe sobre as características desta lua. Acredita-se que há um oceano de magma em seu interior. A missão pode revolucionar a compreensão de como se forma e evolui corpos rochosos.

TRIDENT

Propõe explorar Triton, uma lua gelada de Netuno que tem potencial para se tornar habitável. O objetivo da missão é descobrir possibilidades para formação de astros habitáveis ​​a enormes distâncias do Sol.

VERITAS

Mapearia com as sondas da NASA a superfície de Vênus para determinar a história geológica do planeta e entender porque o planeta se desenvolveu de maneira tão diferente da Terra.