Detectado primeiro caso do novo coronavírus na capital paulista

Exames seguem para contraprova; homem viajava a trabalho na região da Lombardia, na Itália

Por O Dia

Base Aérea de Anápolis ,novo coronavírus,avaliações clínicas, coronavírus, covid-19, repatriados
Base Aérea de Anápolis ,novo coronavírus,avaliações clínicas, coronavírus, covid-19, repatriados -
Rio - Foi detectado nesta terça-feira (25) o primeiro caso na capital paulista de suspeita de coronavírus em uma pessoa vinda da Itália. Trata-se de um homem de 61 anos, que passou pelo Hospital Israelita Albert Einstein (zona sul), que registrou a notificação de caso suspeito da doença.
O homem estava na região da Lombardia (norte do país) a trabalho entre os dias 9 e 21 de fevereiro. Ao retornar, sentiu sintomas do coronavírus. Ele passou pelo Hospital Israelita Albert Einstein, que registrou a notificação de caso suspeito da doença.
"No atendimento, o hospital adotou todas as medidas preventivas para transmissão por gotículas, coletou amostras e realizou testes para vírus respiratórios comuns e o exame específico, conforme preconizado pela Organização Mundial de Saúde", diz o Ministério da Saúde em nota. "Com resultados preliminares realizados pela unidade de saúde e de acordo com o Plano de Contingência Nacional, o hospital enviou a amostra para o laboratório de referência nacional, o Instituto Adolfo Lutz, para contraprova. Este processo de validação dos resultados está em curso e o Ministério da Saúde divulgará o laudo final da investigação oportunamente".
"Ainda sobre o caso, o ministério afirma na nota que o homem "iniciou com sinais e sintomas (febre, tosse seca, dor de garganta e coriza) compatíveis com a suspeita de doença pelo coronavírus 2019 (covid-19). O paciente está bem, com sinais brandos e recebeu as orientações de precaução padrão", diz o ministério.
Pandemia
A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou anteontem para uma possível pandemia em decorrência da doença, que teve início em dezembro, na cidade chinesa de Wuhan. Segundo o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, o mundo precisa se preparar para uma "eventual pandemia". Caso a pandemia seja declarada, há possibilidade cancelamento da Olimpíada que acontecerá em Tóquio no mês de julho.
Eventos esportivos adiados
No Japão, o coronavírus já matou três pessoas e infectou quase 900. A organização dos jogos de Tóquio-2020 tem alterado algumas datas de eventos, como o teste de bocha para os Jogos Paralímpicos, que aconteceria entre hoje e o dia 4 de março, em Tóquio, mas foi adiado.
A organização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos também cancelou outros eventos como medida de precaução para que o coronavírus não influencie na competição, que vai acontecer entre os dias 24 de julho e 9 de agosto. Os treinos dos voluntários, que iriam começar no último sábado, foram adiados para uma data ainda indefinida. O esquema de revezamento da tocha olímpica também sofrerá modificações, que ainda não foram divulgadas.
A Federação Japonesa de Futebol decidiu interromper o campeonato de futebol (J-League) até o dia 15, em virtude do avanço da doença. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários