Melissa compartilhou os graves ferimentos provocados por Erick  - Reprodução
Melissa compartilhou os graves ferimentos provocados por Erick Reprodução
Por O Dia
Depois de agredir a ex-namorada na Flórida, nos EUA, em 2018, o brasileiro Erick Bretz, de 27 anos, foi condenado a 30 dias de prisão. Ele foi denunciado pela também brasileira Melissa Gentz, que divulgou a sentença em suas redes sociais. A decisão judicial foi dada no fim de outubro. O agressor responderá por dano corporal agravado e violência doméstica por estrangulamento. As informações são do portal “UOL”.
A vítima mostrou, em vídeo compartilhado da audiência, que o homem se recusou a responder as perguntas referentes à agressão, respaldado no constituição dos Estados Unidos. Erick afirmava que foi orientado a não responder às perguntas.
Publicidade
Melissa Gentz havia compartilhado áudios de ameaças do homem e imagens de seu rosto como forma de denunciar as agressões que sofreu. Em entrevista ao “Bom Dia Brasil”, a vítima comentou a pena aplicada ao ex-namorado dizendo que não achou justa. Para ela, porém, é “melhor que nada”. A mulher afirma também que há a chance de Erick Bretz ser deportado após a acusação.
Publicidade
Ainda segundo a vítima, o homem teria tentado oferecer cerca de R$ 10 milhões para que ela não falasse mais sobre o caso. Melissa, no entanto, negou o dinheiro. Em setembro deste ano, Bretz foi novamente acusado de agressão por uma mulher nos Estados Unidos. Mas a vítima em questão em questão decidiu não prosseguir com a denúncia.