Detenta morre por suposta falta de socorro médico em Benfica

Registro de ocorrência obtido por exclusividade pelo DIA aponta que houve "morte sem assistência médica". Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) negou a omissão de socorro

Por O Dia

Detenta morre por suposta falta de socorro médico em Benfica
Detenta morre por suposta falta de socorro médico em Benfica -

Rio - Uma detenta morreu nesta sexta-feira no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio. Márcia Cristina de Assis, de 28 anos, passou mal e, segundo outras presas, não recebeu assistência médica. O registro de ocorrência obtido por exclusividade pelo DIA aponta que houve "morte sem assistência médica".

A detenta, que estava presa na unidade desde 2016, era acusada de roubo. Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) negou a omissão de socorro e informou que a detenta passou mal e foi inicialmente atendida por uma enfermeira e depois por uma médica, que a examinou e medicou. Entretanto, num áudio (ouça abaixo) que circula pelas redes sociais e é atribuído ao subsecretário adjunto de Gestão Operacional da Seap, Leonan Leão, a pessoa admite que houve omissão de socorro. Procurada pelo DIA para comentar sobre o áudio, a Seap limitou-se a dizer que "não há nada a declarar". 

 

Ainda de acordo com a Seap, no início da noite, Márcia voltou a passar mal, e o Samu foi acionado para sua remoção, mas ela morreu antes da chegada da ambulância. A Seap informa ainda que aguarda laudo de exame cadavérico do IML com a determinação da causa mortis.

Registro de ocorrência obtido por exclusividade pelo DIA aponta que houve "morte sem assistência médica" - WhatsApp O DIA (21) 98762-8248

DENÚNCIAS

Em um vídeo de dentro do presídio de Benfica outras detentas denunciam a situação do local. Elas afirmam que sofrem maus-tratos.

Segundo elas, há cinco dias não se alimentam porque a comida estaria sendo servida estragada. Além disso, relatam que sofre agressões por parte dos policiais.

A Seap informou que o corregedor-geral, o delegado federal Fabio Andrade, permaneceu durante toda essa madrugada na unidade com uma equipe da corregedoria para agilizar a apuração dos fatos, mas até o momento não foi constatado qualquer tipo de agressão contra as detentas. 

Em relação à alimentação, a Seap ressalta que no dia 04 de maio houve reclamação da comida, que "foi devidamente substituída".

Abaixo a nota da Seap na íntegra:

"A Secretaria de Estado de Administração Penitenciaria (SEAP) vem informar acerca da ocorrência que resultou no óbito de uma detenta no Instituto Penal Oscar Stevenson, localizado em Benfica, o seguinte: a detenta passou mal nessa sexta-feira, 04 de maio, e foi inicialmente atendida por uma enfermeira e, no mesmo dia, por uma médica, que a examinou e medicou. No início da noite, a detenta voltou a passar mal, sendo acionada ambulância do SAMU para sua remoção, vindo a óbito antes da chegada da ambulância.

O Corregedor Geral da SEAP, Delegado Federal Fabio Andrade, permaneceu durante toda essa madrugada na unidade com uma equipe da corregedoria para agilizar a apuração dos fatos, onde até o momento não foi constatado qualquer tipo de agressão contra as detentas."

A Seap informa que não há nada a declarar.

 

Galeria de Fotos

Detenta morre por suposta falta de socorro médico em Benfica WhatsApp O DIA (21) 98762-8248
Registro de ocorrência obtido por exclusividade pelo DIA aponta que houve "morte sem assistência médica" WhatsApp O DIA (21) 98762-8248

Últimas de Rio de Janeiro