Polícia Civil faz operação em busca de ladrões de carros e traficantes em Belford Roxo

Bando roubava veículos na Baixada e recebia R$ 500, a cada carro devolvido, de cooperativas que fazem seguros de automóveis

Por Maria Inez Magalhães e Raimundo Aquino

Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro
Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro -

Rio - A Polícia Civil realizou, na manhã desta quarta-feira, a Operação Teresa de Ávila em cinco comunidades de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, para cumprir  22 de mandados de prisão e quatro de busca e apreensão de adolescentes infratores. Os envolvidos são suspeitos de crime de homicídio, tráfico de drogas, roubo de cargas e roubo de veículos. De acordo com os agentes, quatro pessoas foram presas, sendo duas por cumprimento da decisão judicial e outras duas em flagrante. Também foram recuperados 14 veículos, sendo 10 carros, três motos e um caminhão roubados.

Os presos foram identificados como Angela Maria dos Santos e Charles Alexandre Correa Gomes, capturados em flagrante; Davi Timoteo Junior e David Eliffas da Silva Macedo tinham contra eles mandados de prisão.

Segundo as investigações da 54ª DP (Belford Roxo), os criminosos são ligados a cooperativas de veículo envolvidas em esquema de roubos de carros no município. As buscas estão sendo feitas nas comunidades Gogó da Ema, Guacha do Redendor, Morro do Machado, São Leopoldo e Vila Santa Teresa.

"Essas cooperativas fazem seguros de veículos baratos e criaram vínculo com traficantes locais. Então, quando esse veículo é roubado, o traficante liga para essa cooperativa e, se o carro for dela, devolve o veículo. A cooperativa paga R$ 500 por carro devolvido e isso fomentou o roubo de carros na Baixada", explicou o diretor do Departamento Geral de Polícia da Baixada Fluminense (DGPB), delegado Deoclécio Francisco de Assis. "Essas cooperativas entraram no vácuo das grande seguradoras que se recusam a fazer seguro para essa localidade", disse o delegado. 

Bandidos colocam 'coroas de Cristo' para parar os carros e roubá-los - Divulgação / Polícia Civil
Bandido que feriu grávida é um dos procurados

Dentre os alvos da operação está João Gabriel Buriche dos Santos, conhecido como João Falcão. Segundo a Polícia Civil, ele foi o responsável pelo tiro que acertou na cabeça de Michelle Ramos da Silva Nascimento Araújo, de 33 anos, grávida de oito meses, em 13 de janeiro. Ela teve que ser submetida a uma cesariana de emergência, e o bebê Arthur foi salvo. Ela e o recém-nascido ficaram internados por dias correndo risco de vida. 

Outro que a polícia está em busca é Wagner Carvalho da Silva, o Bichinho, suspeito de envolvimento na morte da diretora de escola Tânia Maria da Silva, de 51 anos, em 29 de março, em Três Setas, em Belford Roxo. Ela havia saído de uma festa de Páscoa na escola onde trabalhava. 

Além destes, os policiais também tinham mandados de prisão contra o chefe do tráfico de drogas das favelas da Gaúcha, Santa Teresa e Morro do Machado, Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro. Ele é um dos responsáveis por comandar roubo de veículos, cargas e caixas eletrônicos na região.

Participaram da operação a Coordenadoria de Recurso Especiais (Core), Polinter, Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC) e Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE). Duas aeronaves, cães e pessoal do Pátio Legal dão apoio à operação.

Galeria de Fotos

Geonário Fernandes Pereira Moreno, o Genaro Divulgação / Polícia Civil
Bandidos colocam 'coroas de Cristo' para parar os carros e roubá-los Divulgação / Polícia Civil
Carro roubado por quadrilha recuperado na operação Divulgação / Polícia Civil
Carro roubado por quadrilha recuperado na operação Divulgação / Polícia Civil

Últimas de Rio de Janeiro