Rússia ajudará EUA a construir estação na órbita da Lua

Entreposto servirá de base para missões

Por

Agência espacial russa, a Roscosmos anunciou ontem que assinou acordo com a Nasa para cooperar no projeto americano de construção de uma estação orbital em torno da Lua, dentro do programa Deep Space Gateway (Portal do Espaço Profundo).

O projeto busca construir uma estação na órbita lunar que sirva como ponto de conexão entre a superfície do satélite terrestre, missões a outros planetas e a Terra. Essa estação é considerada um ponto-chave em um programa mais ambicioso de voos para Marte e para o resto do Sistema Solar.

O acordo foi assinado em Adelaide (Austrália), onde se realiza o 68º congresso internacional de astronáutica.

A Nasa anunciou há alguns meses que estava trabalhando no Deep Space Gateway para enviar astronautas à órbita lunar graças aos novos foguetes desenvolvidos pela agência espacial americana. A Rússia quer, por sua vez, abrir uma base científica na Lua e espera realizar seus primeiros voos lunares antes de 2031.

Céu de brigadeiro

A Nasa se declarou "orgulhosa de ver um interesse internacional crescente sobre o deslocamento para a órbita lunar como próxima etapa do desenvolvimento da exploração espacial", mas acrescentou que o projeto ainda está em um estado de "formulação de conceitos".

O espaço é um dos poucos setores de cooperação bilateral não afetados pelas tensões entre os Estados Unidos e a Rússia. Ambos os países cooperam na Estação Espacial Internacional, cujo módulo principal foi fabricado pela Rússia, o único país ainda capaz de enviar astronautas ao espaço desde o fim do programa de ônibus espaciais da Nasa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários