Mulher espancada diz que MC Reaça quebrou mais de dez ossos de seu rosto

A vítima ficou internada por duas semanas em um hospital em Indaiatuba, no interior de São Paulo

Por O Dia

Tales Volpi, o MC Reaça, foi encontrado com sinais de suicídio após o crime
Tales Volpi, o MC Reaça, foi encontrado com sinais de suicídio após o crime -
São Paulo - A mulher de 28 anos que foi espancada por Tales Alves Fernandes, o 'MC Reaça', no início de junho disse que o homem, que se matou após o crime, quebrou mais de dez ossos do seu rosto. A retina também sofreu um trauma que prejudica a visão. As informações foram divulgadas pelo site Universa , do Uol.
A vítima ficou internada por duas semanas em um hospital em Indaiatuba, no interior de São Paulo.
Ela passou por cirurgia e colocou placas e pinos no rosto e recebeu alta na última quarta-feira. A previsão é de ao menos trinta dias para as dores diminuírem e os pontos na boca começarem a cair, segundo a mulher. "Ele me bateu no rosto. Só no rosto, mais nada", disse ao site. "Tem muitos ossos que foram quebrados e não tem como consertar. Vamos ter que esperar o organismo mesmo fazer a cicatrização", complementa. 
A mulher de Mc Reaça, de 28 anos teria cogitado gravidez durante a agressão. Foi o que revelou a mãe da jovem, em entrevista à emissora EPTV, afiliada da Rede Globo. A informação foi descartada após um teste feito no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), em Indaiatuba, onde ela segue internada e aguarda por cirurgia.
Ela contou que não se lembra plenamente do que aconteceu. No dia da agressão a agente de viagens foi ao trabalho, chegou em casa à noite e preparou o jantar. Tales chegou por volta das 22h. O casal pretendia fazer um teste de gravidez. "Eu não tenho noção se houve uma discussão, eu acredito que não, porque a gente nunca brigava", conta. "Eu me lembro de ele estar muito estranho. Um dos flashes que lembro da agressão, ele apertava o meu pescoço, me asfixiando", disse ao Universa.
A mulher, que não quis ser identificada, e Tales se conheceram na internet, na época em que ele organizava uma manifestação a favor da eleição de Bolsonaro em Indaiatuba. Amigos citaram os dois em uma mesma publicação nas redes sociais e eles passaram a conversar, até se conhecerem. Ela conta que Tales dizia que não mantinha relação com a esposa e que os dois não estariam juntos, mas não se divorciaram no papel por questões burocráticas
A ocorrência pelo espancamento foi registrada como lesão corporal e violência doméstica. Horas depois do crime, o funkeiro cometeu suicídio. O corpo dele, encontrado com sinais de enforcamento em uma rodovia. 
O youtuber ficou conhecido nas redes sociais por compor jingles em apoio à campanha eleitoral de Jair Bolsonaro. Em suas composições, ele também debochava de partidos e temáticas de esquerda. O presidente usou a sua conta no Twitter para lamentar a morte. "(O MC Reaça) tinha o sonho de mudar o país e apostou em meu nome por meio de seu grande talento. Será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil. Que Deus o conforte juntamente com seus familiares e amigos", tuitou. A postagem viralizou, dividindo os internautas.

Comentários