Discussão sobre projeto que flexibiliza porte de arma fica para depois da reforma

A pedido da presidente da CCJ do Senado, Simone Tebet, discussão de projeto sobre porte de arma foi reprogramada para setembro

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Simone Tebet, presidente da CCJ do Senado
Simone Tebet, presidente da CCJ do Senado -
Brasília - A discussão do projeto que flexibiliza a posse e o porte de armas no País ficará para depois da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A proposta, com isso, deverá entrar na pauta em setembro.

A expectativa do relator, Alessandro Vieira (Cidadania-ES), era ler o parecer sobre o projeto na semana que vem, mas, a pedido da presidente da comissão, Simome Tebet (MDB-MS), a discussão foi reprogramada para setembro.

Como o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado) publicou mais cedo, o parecer de Vieira aumenta a possibilidade de posse e porte em relação à lei atual, mas é menos liberal do que propôs o governo.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários