Deputada Flordelis  - Michel Jesus / Câmara dos Deputados
Deputada Flordelis Michel Jesus / Câmara dos Deputados
Por iG
Publicado 10/09/2020 07:10 | Atualizado 10/09/2020 07:10
Brasília - A Câmara dos Deputados decidiu, nesta quarta-feira, adiar a votação do projeto que reativa o funcionamento do Conselho de Ética, órgão responsável por analisar o processo disciplinar de Flordelis (PSD-RJ).

Projeto de Resolução 53/20 tem como objetivo retomar os trabalhos de quatro comissões da Casa de maneira remota: Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, Comissão de Finanças e Tributação (CFT) e Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Os parlamentares não entraram em um acordo quanto ao texto apresentado. Aqueles que se opuseram à resolução querem apenas o retorno do Conselho de Ética. Isso porque, caso o CCJ volte a funcionar, a PEC da reforma administrativa pode começar a tramitar.

LEIA MAIS: Confira trama nada cristã do caso Flordelis, com disputa por dinheiro e suspeitas de abuso sexual

Atualmente, o processo de Flordelis, acusada de ser a mandante do assassinato do ex-marido, o pastor Anderson do Carmo, está na Corregedoria. Após análise, deverá ser encaminhado ao Conselho de Ética. Caso o Conselho julgue que a deputada deve ter o mandato cassado, o processo será enviado ao plenário.

O projeto que reativa comissões deve continuar sendo debatido na Câmara, mas não durante essa semana.