Caciques petistas reiteram ser praticamente impossível reverter derrota

Além dos 18 pontos percentuais, em média, que distanciam Jair Bolsonaro (PSL) de Fernando Haddad (PT), outros dados mostram que há poucas chances de mudanças na tendência do eleitorado brasileiro

Por Leandro Mazzini

Brasília - A seis dias do segundo turno das eleições presidenciais, caciques petistas esmiúçam as pesquisas de intenções de voto e reiteram ser praticamente impossível reverter o cenário de clara e iminente derrota nas urnas. Além dos 18 pontos percentuais, em média, que distanciam Jair Bolsonaro (PSL) de Fernando Haddad (PT), outros dados mostram que há poucas chances de mudanças na tendência do eleitorado brasileiro.

Na pesquisa CNT, por exemplo, divulgada ontem em Brasília, 91% dos entrevistados disseram que consideram a decisão de voto em Bolsonaro como "definitiva". As últimas pesquisas também apontam que a aposta do PT em reverter votos de indecisos não vingou.

Expectativa

Mais de 74% dos entrevistados, conforme a sondagem CNT, disseram ter expectativa de que Bolsonaro vença as eleições; apenas 14% citaram Fernando Haddad.

Horário eleitoral

Em tempos de redes sociais, um dado da pesquisa chama a atenção: quase 80% dos entrevistados disseram que viram ou ouviram o horário eleitoral. Sobre o candidato que está apresentando o melhor programa, 40% responderam Jair Bolsonaro e 36%, Fernando Haddad.

Carta a Dilma

Em agosto de 2015, a presidente Dilma convidou senadores com posição independente para uma conversa na Presidência. Cristovam Buarque (PPS-DF) era um deles e aproveitou para entregar uma carta na qual convidava Dilma a sair do isolamento e sugeria que ela fosse ao Congresso para fazer um discurso de estadista, assumindo erros na condução da economia e apresentando iniciativas para evitar o impeachment.

Choque de modéstia

Cristovam propôs que Dilma assumisse que seu partido era o Brasil e não o PT. De acordo com a carta de Cristovam, o PT deveria ter um "choque de modéstia e bom senso". Três anos atrás, o senador escreveu gentilmente o que Cid Gomes gritou aos eleitores de Haddad há duas semanas.

Trancoso 1

Joesley Batista foi visto na praia em Trancoso, há duas semanas, com tornozeleira eletrônica. Fica esporadicamente hospedado numa casa na praia de Itapororoca. Acompanha com especial atenção as obras do Reserva Fasano, condomínio de luxo na beira da praia.

Trancoso 2

Aliás, os investidores do Reserva Fasano conseguiram desembargar a obra milionária. Pagaram R$ 6,5 milhões a uma senhora que reclamou na Justiça não ter sido indenizada com preço justo por uma bela área.

Bolsonaros x STF

Embora tenha repreendido o filho, Eduardo, pelo vídeo no qual insinua o fechamento do STF, o presidenciável Jair Bolsonaro também já destilou duras críticas à mais alta corte da Justiça. Em julho, em palestra para empresários na CNI, Bolsonaro, o pai, disse que o STF é conhecido de forma negativa pelos brasileiros. "Mais ou tão grave que a corrupção, é a questão ideológica. Precisamos de um presidente que chegue lá de forma isenta e que evite que o STF continue legislando", provocou o deputado.

Cúpula Tributária

O presidente da Febrafite, Juracy Soares, participa da Cúpula Tributária sobre Economia Digital, de 24 a 26 de outubro, em Lisboa. Com mais de 80 países envolvidos, o evento tratará de temas como a implantação de novas tecnologias para melhorar o cumprimento e a arrecadação fiscal. Juracy Soares foi convidado pelo Centro Interamericano de Administrações Tributárias (CIAT).

De volta ao bunker

Parlamentares da base ruralista serão novamente recebidos na casa do presidenciável Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro. O encontro acontece hoje, a partir do meio-dia. A decisão de Bolsonaro de delegar a indicação do novo ministro da Agricultura, em seu eventual governo, à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) divide o setor.

Lista agro

Produtores e lideranças de entidades do agronegócio abriram uma eleição informal para apontar suas preferências e levar a lista de nomes ao presidenciável.

Bodas de toga

Marco Aurélio Mello será homenageado dia 4 de novembro, em Brasília, pelos seus 40 anos de juiz togado. Começou como juiz substituto do Tribunal Regional do Trabalho, em 1978. Sobre o acirramento de ânimos na política, o ministro do STF afirma que ficará sempre ao lado da "polidez" e não da barbárie.

Esplanadeira

A Orquestra Cesgranrio e Baby do Brasil farão hoje o show de abertura da Semana Cultural promovida por Carlos Alberto Serpa e Leandro Bellini.

 

Comentários