Agronegócio está em alta

Por Leandro Mazzini

Brasília - O agronegócio brasileiro mantém a posição de destaque nas exportações, com receita de US$ 93,3 bilhões até novembro, alta de 4,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Para 2019, segundo estimativas otimistas da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio deve ter crescimento de 2% frente ao 1,6% registrado este ano. A entidade espera pela melhora do ambiente de negócios e, para isso, defende as reformas tributárias e da Previdência.

Superávit

Superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra pontua que o agronegócio mantém "a tendência de ser responsável pelo superávit da balança comercial".

Asiáticos

Lígia acrescenta que, para 2019, as prioridades do setor no comércio exterior são a diversificação das exportações, a inclusão de pequenos e médios produtores no processo de exportação, principalmente na cadeia de frutas, aves e suínos e o fortalecimento das relações comerciais com países asiáticos.

Vencido

O futuro ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS), tentou emplacar o colega de partido, Luiz Celso Giacomini, na Secretaria Nacional de Esporte. Não vingou. Prevaleceu a palavra do futuro vice-presidente, general Hamilton Mourão, que emplacou o colega general Marco Aurélio Costa Vieira no cargo.

Subordinado

Marco Aurélio comandou a área de operações dos Jogos Olímpicos do Rio, contratado pelo comitê organizador. Era subordinado direto do ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Novato

Renan ficou enfurecido com a decisão ao afirmar que "é preciso defender a separação dos Poderes". Entre os novatos, crescem as apostas sobre o nome do senador eleito Major Olímpio (PSL-SP) com apoio do clã Bolsonaro.

Quase xerife

A turma teve um momento de descontração (o general Braga Neto riu bem) no almoço de despedida que o governador Francisco Dornelles realizou ontem com os secretários do governo do Rio de Janeiro. Dornelles revelou que convidou Wagner Victer para ser o secretário de Segurança do estado quando Mariano Beltrame deixou o governo na gestão Sérgio Cabral.

Perfil

É que Victer, apesar de versátil, atuando há anos em secretarias do Rio, não tem perfil para o cargo de xerife. Tanto que declinou elegantemente do convite. O hoje secretário de Educação já cuidou da Cedae e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Petróleo.

Ceia

José Dirceu vai passar o Natal com a mulher, Simone, e a filha Antônia, em Brasília. Dia 27, ele viajará com a família para São Paulo, onde passará o réveillon, junto com os outros filhos e amigos.

Memórias

No recente lançamento de seu livro de memórias, em Cuiabá, o ex-ministro promoveu campanha de filiação ao PT. No início de janeiro, Dirceu pretende retomar a série de viagens pelo país para falar sobre suas memórias.

Despedida

Após 16 anos no Senado, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) se despede afirmando que não basta ter democracia política se parte da população não tem acesso a Saneamento Básico, Saúde, escola, Cultura e cidades decentes: "Eu quero é que todos estejam acima da linha de pobreza".

Roberta Miranda

A cantora Roberta Miranda apresenta hoje, em Campo Grande, na Paraíba, novas canções e sucessos como "Meu Dengo", "São Tantas Coisas", "Majestade O Sabiá" e "Vá Com Deus", entre outros. O show faz parte da turnê de "Mãos Dadas".

ESPLANADEIRA

A Tegra tem bons motivos para manter-se otimista em relação à retomada mercado imobiliário carioca. A incorporadora vendeu no dia do lançamento, 35% de unidades do empreendimento Volp 40, que será erguido na Rua Voluntários da Pátria, a principal via do bairro de Botafogo (RJ).

Senado

A possibilidade de votação aberta para a presidência do Senado, determinada por decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello, animou novos senadores que cogitam lançar candidatura para concorrer com o veterano Renan Calheiros (MDB-AL).

 

Comentários