Nova modalidade de acordo de acusados com MP era defendida por Moro desde 2016

Desde então, proposta vinha sendo debatida discretamente entre gabinetes dos Três Poderes

Por Leandro Mazzini

Brasília - A nova modalidade de acordo de acusados com o Ministério Público proposta no pacote anticrime é defendida desde 2016 pelo ministro da Justiça e Segurança, Sérgio Moro, quando participou de audiência na comissão especial da Câmara que discutiu as dez medidas de combate à corrupção.

À época, Moro, à frente da Operação Lava Jato, disse que a sugestão (‘pleabargain’ - negociação de pena) era pessoal e defendeu que o instituto poderia ‘apressar os processos em que as provas são enormes, e economizaria até mesmo recursos do contribuinte’.

A comissão era presidida pelo atual ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorezoni (DEM-RS). Desde então, proposta vinha sendo debatida discretamente entre gabinetes dos Três Poderes.

Como é

O ‘pleabargain’ é diferente da delação premiada, pois não há a necessidade de apontar terceiros acusados. Apenas é necessário confessar os próprios crimes. 

Desgaste

Servidores do Instituto Evandro Chagas do Pará fazem abaixo-assinado pedindo a saída do diretor Pedro Fernandes, no cargo há 12 anos.

Ativo$

Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional da Secretaria Nacional de Justiça registrou mais de US$ 222 milhões bloqueados no exterior em 2018. Desse valor, mais de US$ 180 milhões foram bloqueados no âmbito da Lava Jato.

Nos cofres

Cerca de US$ 32 milhões foram repatriados ao Brasil, sendo aproximadamente US$ 31 milhões decorrentes de casos associados à operação. No ano passado, foram recebidos, analisados e tramitados pelo DRCI 2.438 novos pedidos de cooperação jurídica internacional em matéria penal, conforme levantamento do órgão.

Na conta 1

O ministro da Economia, Paulo Guedes, amigo da família Maia, foi um dos principais padrinhos de Rodrigo Maia na campanha à Presidência da Câmara. Foi cobrar a fatura ao apresentar a Reforma da Previdência

Na conta 2

O principal padrinho do ex-deputado Rogério Marinho como secretário da Previdência é o empresário Flávio Rocha, da Riachuelo, um dos maiores empregadores do país. Ano passado, Marinho era relator da Reforma Trabalhista de Michel Temer.

Solidariedade

A rede de 19 shoppings da Multiplan no Brasil arrecadou 23 toneladas de alimentos, 50 mil litros de água, 45 mil produtos de higiene e 62 mil peças de roupas e sapatos para enviar às vítimas do rompimento da barragem de Brumadinho (MG). O grupo incentivou os doadores a também colaborarem na assistência aos bichos. Foram arrecadadas 2 toneladas de ração.

‘Ressonância’ social

Sondagem nacional da Paraná Pesquisas indica que 65,7% dos entrevistados são a favor de que a Vale perca a licença de mineração - 28% contra e 6,4% não souberam responder. 52,6% acham que todos os executivos da mineradora deveriam ser presos. A pesquisa envolveu 2.420 pessoas, que responderam questionário online, entre 30 de janeiro e 3 de fevereiro. Mais índices no www.paranapesquisas.com.br

Índio quer grãos

Quem disse que índio não entende de agronegócio? A etnia Paresi da Terra Indígena Utiariti (aldeia Bacaval) promoverá, na próxima quarta, o 1º Encontro do Grupo de Agricultores Indígenas. Além do presidente da Funai, Franklimberg de Freitas, devem aparecer os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles; da Agricultura, Tereza Cristina; e da Mulher, Damares Alves.

Suplicy e os Obama

O sempre versátil Eduardo Suplicy saiu do caminho de Santiago de Compostela (20 dias na Espanha) direto para o Quênia, onde almoçou dias atrás com a avó paterna de Barack Obama, Sarah, de 98 anos, e a tia do ex-presidente dos EUA, Maesat Oniango.

Alerj respira

A Alerj começou a moralizar a situação. Ex-secretário de Desenvolvimento, da CEDAE e da Educação dos três últimos governos (passando incólume, sem processos), o engenheiro tricolor Wagner Victer é o novo Secretário Geral da Mesa Diretora. Com bom trânsito em todos os partidos, briga ali será só sobre futebol.

Errata

Ao contrário do publicado ontem em alguns jornais da Rede Esplanada, Ciro Nogueira é senador reeleito, e não ex-senador.

Esplanadeira

O presidente do Instituto Jogo Legal, prof. Magnho José, participa do ICE VOX da ICE Totally Gaming 2019 em Londres. Marcelo Sacramento, Comodoro do Yacht Club da Bahia, promoveu a tradicional

feijoada na Festa de Iemanjá, com participação de Cláudia Leitte.

Comentários