Aprovação de projetos que autorizam despesas nas leis orçamentárias fortalece Paulo Guedes

Ministro da Economia também conquistou avanço para a Reforma da Previdência na Câmara

Por Leandro Mazzini

Paulo Guedes disse que, com as mudanças do relatório, a economia fiscal da reforma ficou em R$860 bilhões em dez anos, e não nos R$ 913,4 bilhões informados pelo relator
Paulo Guedes disse que, com as mudanças do relatório, a economia fiscal da reforma ficou em R$860 bilhões em dez anos, e não nos R$ 913,4 bilhões informados pelo relator -
Brasília - Além do avanço da Reforma da Previdência na Câmara, a aprovação de dois projetos que autorizam novas despesas nas leis orçamentárias fortaleceu o ministro da Economia, Paulo Guedes. Conforme o texto do PLN 1/2019, aprovado, Guedes agora está autorizado a remanejar ou transferir recursos para as atividades de ciência, tecnologia e inovação. O outro projeto (PLN 2/2019) reserva mais de R$ 220 milhões para os bônus dos peritos do INSS. A medida integra a ofensiva do Governo, em força-tarefa, para coibir fraudes na concessão de benefícios previdenciários.
Dois lados
O texto aprovado cancela recursos da contratação de professores em cargo efetivo para garantir o pagamento de bônus aos peritos.
Perdi, gente
Mas o que se diz no Congresso é que deputados derrubaram promessas de Paulo Guedes para financistas: o mercado da capitalização e a boa da taxa da CSSL para bancos.
Herança maldita 
O Brasil tem, hoje, mais de 14 mil (isso mesmo!) obras paradas em todo o território, herança da má gestão aliada à corrupção.
Blindagem 1
Para tentar esfriar o processo de fritura, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), surpreendeu deputados e apareceu na Câmara após a aprovação do texto-base da Reforma da Previdência na comissão especial. Mas foi cobrado por policiais descontentes com o parecer do relator Samuel Moreira (PSDB-SP). 
Blindagem 2
Onyx deu atenção especial, com sorrisos e abraços, a deputados do Centrão que patrocinam a permanência dele na articulação política do Governo. Aos que perguntam sobre a possibilidade de queda do cargo, o gaúcho é lacônico: “Seguir firme”.
Analista...
Candidato derrotado à Presidência, Ciro Gomes (PDT-CE) passou por Brasília esta semana e, com base em levantamento do partido batizado de Observatório Trabalhista, apontou que o ano de 2019 caminha para “uma estagnação e uma recessão”.
...da oposição
Em balanço dos seis primeiros meses do Governo Bolsonaro, Ciro diz que a área de investimento é a menor desde os anos 40: “O Brasil está deprimindo investimento sem precedentes”. Ciro também mencionou a área da educação, “cuja queda nos investimentos começou e cair em 2014, e continua a se agravar”.
Deboche na pista
A liberação de recursos para a compra de carros para o presidente, vice e ex-presidentes foi tachada de “deboche” por deputados e senadores. Os recursos autorizados pelo Congresso também irão bancar a reforma de embaixadas e residências oficiais de ministros de Estado, integrantes do Poder Judiciário e membros do Poder Legislativo.
Pé no acelerador
O relator do projeto, deputado Filipe Barros (PSL-PR), tentou barrar a aquisição de veículos blindados para ex-presidentes que tenham “perdido o mandato em face de condenação pela prática de crime comum” ou “sofrido condenação criminal posterior ao exercício do mandato por crimes contra a administração pública ou  por improbidade administrativa”. Mas foi vencido na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos.
Força afro
O movimento afro se organiza em São Paulo para lançar candidatos a vereador. Um deles será o Dr. Basílio, conhecido advogado da causa, em especial em defesa dos cultos das religiões afro. A articulação começou na casa do cantor e compositor Nasi, do Ira!, com participação também do editor Alexandro Cumino. Axé!
Combate à corrupção
Delegados federais, membros do MP da Itália e Brasil, especialistas em segurança e ministros das Cortes superiores vão marcar presença na edição deste ano do Simpósio Nacional de Combate à Corrupção, organizado pela seção baiana da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), que acontecerá de 21 e 23 de agosto.
Novos rumos!
O tema de 2019 será “Novos rumos no combate à corrupção e à criminalidade organizada: o Brasil Pós-Operação Lava Jato e a experiência italiana”. A Coluna vai cobrir o evento, a exemplo das edições anteriores.
ESPLANADEIRA
A cantora Hanna lançará seu novo CD “O Amor é Bossa Nova”, dia 11, em encontro sobre MPB na Livraria Mar de Histórias, em Copacabana.
Terminam amanhã inscrições para a etapa regional goiana do Amcham Arena, competição entre startups brasileiras, www.amcham.com.br/arena.

Comentários