Senador boliviano apresenta proposta de lei para legalizar carros sem identificação

Conhecido como um país de milhares de receptadores de veículos roubados em Estados fronteiriços como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a Bolívia assiste a um descalabro

Por Leandro Mazzini

Presidente do STF, Dias Toffoli
Presidente do STF, Dias Toffoli -
Brasília - Conhecido como um país de milhares de receptadores de veículos roubados em Estados fronteiriços como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a Bolívia assiste a um descalabro. O senador boliviano Omar Aguilar acaba de apresentar no Parlamento uma proposta de lei para legalizar os carros sem identificação que circulam no País. São chamados de “autos chutos”. A desculpa é “necessidade social” e maior “arrecadação” para o governo boliviano. Mas a Polícia Nacional de lá e as Polícias dos Estados brasileiros sabem que o termo é “esquentar placa” de carro roubado – muitos deles são provenientes do Centro-Oeste brasileiro, apontam policiais.

No Mato Grosso
Levantamento da Coluna junto a Secretarias de Segurança mostra altos números de roubo. No Mato Grosso do Sul foram 449 veículos (carros e motos) roubados este ano até outubro. Ano passado todo, o número fechou em 639.

DF lidera
De janeiro a outubro deste ano, o Distrito Federal registrou 2.891 roubos, frente a 3.413 registros em igual período do ano passado. Houve redução de 15,3%.

No MS
No Mato Grosso, de Janeiro a Outubro, houve 1.575 roubos. No mesmo período do ano passado, o Estado contabilizou 1.892 roubos. Goiás faz auditoria nos seus dados.

Camburão na pista
A Polícia Federal vai retomar cerca de 100 inquéritos sobre lavagem de dinheiro, corrupção e crime de ‘colarinho branco’ que estavam parados com a decisão liminar do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de bloquear repasses de informações do COAF para investigações do MP e Polícia. Agora que a Corte, por unanimidade, liberou os relatórios, o giroflex será religado.

Ocultados
O portal do Banco Nacional de Mandados de Prisão, atualizado pelo Conselho Nacional de Justiça, está mais detalhado para a busca. Mas desde o Governo anterior não divulga mais o total de mandados de prisão em aberto. E são centenas de milhares.

Embaixador
A pequena cidade de Corrente, no Piauí, ganhou apoiador de peso para demandas em Brasília. O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, tornou-se um embaixador informal do município e abre-portas. Boa parte de seus familiares reside lá.

Itamaraty de olho
O Brasil – e o presidente Jair Bolsonaro – serão novo alvo de ataques, pelo menos nos bastidores, na COP25 em Madri, de segunda-feira até dia 13 de dezembro.

Instituto do General
Merecidamente, pelo seu currículo e exemplo cidadão, o general Villas Bôas – ex-comandante do Exército – hoje enfermo, ganhará um instituto com seu nome, “com a missão de melhorar a vida das pessoas”, informam as redes sociais. Lançamento será com eventos na quarta e quinta-feira.

SP segura
O Comando de Policiamento Metropolitano de São Paulo ostenta hoje 6,20 ocorrências a cada 100 mil habitantes no Estado. É o menor índice da série histórica, desde 2001. Acredite, proporcionalmente São Paulo tem menos mortes violentas que Miami (11,57), Washington (16,15) e Chicago (24,07).

Jazz & Poder
Point dos ministros do Judiciário e das bancas mais milionárias de Brasília, o Balcony Bar foi vendido pelo renomado gourmet José Luiz Paixão a um empresário paulistano. A festa de posse da nova mesa presidência do STJ será no bar, no fim deste ano.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários