Ações trabalhistas despencam

A reforma entrou em vigor em 2017, no governo de Michel Temer e, entre outras mudanças, definiu que o trabalhador precisa pagar as custas processuais em caso de perda da ação

Por Walmor Parente (interino)

Brasília - A reforma trabalhista provocou queda significativa no número de processos nas varas de trabalho. Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST), solicitados pela Coluna, mostram que, em 2017, o total de processos foi de 2.6 milhões; caiu para 1,7 milhão em 2018 e, em 2019, até outubro, 1,5 milhão. A reforma entrou em vigor em 2017, no governo de Michel Temer e, entre outras mudanças, definiu que o trabalhador precisa pagar as custas processuais em caso de perda da ação.

Honorários
O trabalhador também tem que pagar os honorários advocatícios da empresa, em caso de derrota. A regra é questionada no Supremo Tribunal Federal pela Procuradoria-Geral da República.

Insalubres
O STF derrubou no ano passado a norma da reforma trabalhista que permitia trabalho de grávidas e lactantes em atividades insalubres.

Roma
Brasileiros que passam as férias em Roma relatam à Coluna que o Exército reforça a segurança em todos os pontos turísticos e estações de trem em meio ao conflito entre EUA e Irã.

Costumes
Principal apoiadora da eleição do presidente Jair Bolsonaro, a bancada conservadora vai cobrar do Planalto articulação efetiva para destravar a chamada “pauta de costumes” que empacou no último ano.

Decepção
Parlamentares do grupo falam em “falta de empenho” e “decepção” com o primeiro ano de governo. Entre as medidas que querem aprovar antes das eleições municipais está a Escola Sem Partido, que busca impedir professores de expressar opiniões "ideológicas".

Juiz de garantias
O Conselho Nacional de Justiça recebeu cerca de 70 propostas para a implantação do juiz de garantias. A maioria das sugestões à consulta foi enviada por magistrados e tribunais. Associação dos Magistrados defende prazo de um ano para a implementação da medida.

Turismo
As viagens de turistas argentinos para o Brasil devem reduzir após a entrada em vigor do Imposto para uma Argentina Inclusiva e Solidária que será cobrado sobre os gastos realizados no exterior, incluindo bilhetes aéreos.

Destino
São Paulo é a segunda cidade mais desejada por turistas do mundo inteiro para se viajar em 2020, segundo levantamento do Google. Já as buscas feitas apenas por turistas brasileiros mostram o Rio de Janeiro como destino preferido.

Venezuelanos
O Exército Brasileiro fez recente o primeiro processo de interiorização de 2020. Embarcaram de Pacaraima (RR) para o Rio de Janeiro e Juiz de Fora (MG) 48 venezuelanos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários