Caos no INSS atrasa pente-fino em benefícios por incapacidade

Mesmo com o reforço de 7 mil militares, que ainda passarão por treinamento, a previsão de normalização no atendimento do INSS é de seis a oito meses

Por Walmor Parente (interino)

Presidente do STF, Dias Toffoli
Presidente do STF, Dias Toffoli -
Brasília - O caos no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), com milhões pessoas à espera de auxílios, pensões e aposentadorias, provocou atraso no pente-fino para revisar benefícios por incapacidade. Prevista para começar este mês, a investigação de possíveis fraudes e irregularidades “ainda não tem data para o início”, conforme posiciona o órgão à Coluna. Mesmo com o reforço de 7 mil militares, que ainda passarão por treinamento, a previsão de normalização no atendimento do INSS é de seis a oito meses.

Cancelados

Em 2019, o pente-fino cancelou 261 mil benefícios. Além da data de início incerta, não há estimativa de quantas pessoas serão convocadas para passar por perícia na nova fase da revisão de benefícios.

Greve

A convocação dos militares para reforçar o atendimento no INSS provocou reação de servidores que ameaçam cruzar os braços em 24 de janeiro, Dia Nacional do Aposentado.

Pena

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, pediu manifestação da Procuradoria-Geral da República sobre pedido de progressão de pena do regime fechado para o semiaberto do ex-ministro Geddel Vieira Lima. A defesa alega “bom comportamento”.


Reformas

As duas propostas de reforma tributária que tramitam no Congresso projetam “avanço modesto” no combate às desigualdades sociais. A constatação é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Fatia

Atualmente, a fatia da população de menor renda paga cerca de 26,7% do que ganha em impostos sobre o consumo, enquanto os mais ricos arcam com apenas 10,1%. “Com as novas propostas, as diferenças diminuem, mas pouco: 24,3% para os mais pobres, contra 11,2% para os mais ricos”, aponta o estudo do Ipea.

Pataxós

O pagamento mensal emergencial à comunidade Pataxó, atingida pelo rompimento da barragem em Brumadinho, foi prorrogado por 10 meses. O aditivo foi negociado extrajudicialmente após reuniões entre representantes da etnia, da Vale e da Funai.

Café

Em 2020, o Brasil pode colher entre 57,2 milhões e 62,02 milhões de sacas beneficiadas de café, volume 15,9% a 25,8% maior em comparação à produção de 2019, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Esplanadeira 

O programa Startout Brasil concorre à 8ª edição do Prêmio da Cúpula da Sociedade da Informação das Nações Unidas. A premiação reconhece iniciativas mundiais que utilizam Tecnologias da Informação e Comunicação para o desenvolvimento sustentável.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários