COB prepara festa em Brasília a 100 dias do início da Olimpíada de Tóquio

Evento do Comitê Olímpico Brasileiro coincide com festividades dos 60 anos da capital federal

Por Leandro Mazzini

Presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley
Presidente do Comitê Olímpico do Brasil, Paulo Wanderley -
Brasília - No ritmo de ano de Jogos Olímpicos, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) prepara uma grande festa em Brasília a 100 dias do início da Olimpíada de Tóquio, revelam à Coluna o presidente da entidade, Paulo Wanderley, e o diretor-geral Rogério Sampaio – o judoca de Ouro dos Jogos de Barcelona 92. O evento coincide também com as festividades dos 60 anos da capital federal. Entre os tópicos da agenda, haverá um jogo de vôlei com alguns dos campeões olímpicos das seleções masculina e feminina desde a geração da Prata.

Escala canadense

O COB acaba de fechar uma parceria com a Air Canadá para ser a transportadora oficial da delegação brasileira para Tóquio. Os voos farão uma escala estratégica de 12 horas, para descanso dos atletas, em Toronto. Um renomado hotel já foi reservado para o grupo.

Capital do esporte

O Governo do DF faz uma agenda forte de eventos para se tornar a capital do esporte este ano – e para ser sede de competições por anos de algumas modalidades. Plano do secretário de Esporte, Leandro Cruz, e do governador Ibaneis Rocha. O BRB passou a patrocinar as confederações e seleções de Basquete e Tênis.

Feridas políticas

Na esteira das feridas públicas da família Campos, boatos circulam em Pernambuco sobre eventual candidatura ao Governo do presidente do TCU, ministro José Múcio Monteiro – que já disputou o cargo muitos anos atrás. Ele não deixa o cargo. Aliás... a matriarca do clã, ministra do TCU Ana Arraes, não está descartada na disputa para o Palácio das Princesas em 2022.

Correria

A queda do presidente da Fundação Nacional de Saúde, Ronaldo Nogueira, antecipada pela Coluna, abriu uma disputa no Congresso para a indicação para o cargo, super visado na Esplanada. De um lado, a forte bancada evangélica – que indicou Nogueira – cobra o direito de nova indicação. De outro, há o grupo do ministro da Saúde, Luiz Mandetta e o DEM. E no meio deles, a turma do quepe. Sim, os militares, já presentes em todos os órgãos. Tomaram gosto pelo Poder na gestão Bolsonaro.

Munição para ruas

Os movimentos Brasil Livre e Brasil 200 vão para as ruas das capitais com cards e material temático em defesa da desoneração da folha de pagamento. Estão bem municiados pelo presidente do SESCON-SP, Reynaldo Lima Jr., que se reuniu com os líderes dos grupos. Ele apresentou estudos sobre a Reforma Tributária com foco na manutenção do tratamento diferenciado das micro e pequenas empresas.

No front

Assim como o SESCON-SP, o MBL e o Brasil 200 tem chamado a atenção da sociedade sobre os pontos negativos da PEC 45. No Congresso, o front está com os deputados Kim Kataguri (DEM-SP) e Laércio Oliveira (Progressistas-SE).

CONFIES e endowments

A Receita Federal desburocratizou a obtenção de CNPJ de fundos endowments (filantrópicos) a pedido do CONFIES (Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica) para estimular a criação de fundos patrimoniais das entidades de ensino. O Governo atende a um dos pedidos da agenda do CONFIES que integra 11 propostas.

Parasitismo

Alvo de mais uma representação na Comissão de Ética Pública da Presidência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, foi investigado em outros dois processos que não deram em nada. O primeiro apurou os supostos vínculos dele com empresas de tecnologia da informação e informática e, no segundo, Guedes foi investigado por ter suscitado a possibilidade de medidas similares ao AI-5 para reprimir manifestações.

Parasitismo 2

A nova denúncia, que tende ao mesmo desfecho das anteriores, foi protocolada por servidores chamados recentemente de “parasitas” pelo chefe da economia. E continua a render a polêmica. O presidente da Associação dos Funcionários Públicos do Estado de São Paulo, Álvaro Grandim, acusa Guedes de assédio moral.

Retrato do mercado

A Lendico, fintech de empréstimo pessoal on-line do País, realizou pesquisa sobre os motivos dos pedidos de empréstimos dos empreendedores. Dos 2.309 respondentes, 43,6% informaram uso para Capital de Giro, 29,8% para Investimento em Estoque e 18,5% para Pagamento de Dívidas em Geral.

Encontrão do coldre

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), a Confederação Brasileira dos Policiais Civis (Cobrapol) e a dos Policiais Rodoviários Federais (FenpaPRF) se reuniram para realizar de 5 a 7 de maio o maior evento de debate sobre a atuação das forças de segurança pública no Brasil.

Esplanadeira
O GDF inaugura amanhã a Escola Classe Juscelino Kubitschek no Sol Nascente/Pôr do Sol, erguida e doada pela construtora PaulOOctavio, com capacidade para 960 alunos em dois turnos. Reúne-se hoje o Comitê Jurídico sobre Gestão de Crise na sede da Amcham em Belo Horizonte.  O Mercado Livre fechou parceria com a Cruz Vermelha para campanha de doação para vítimas das chuvas, com doação pelo Mercado Pago.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários