Bares especializados em cervejas de alta qualidade se multiplicam no Rio

Bebida artesanal: A nova espuma da onda carioca

Por daniela.lima

Rio - Nos 450 anos de uma cidade apaixonada há mais de um século pela cerveja, aquele chope gelado já não é mais o mesmo. A ‘revolução’ da bebida artesanal, produzida em menor volume, leva às torneiras e prateleiras uma variedade de sabores e estilos nunca antes vista na história desse país. Novos bares abrem as portas a cada mês, trazendo centenas de rótulos e oferta de chopes que varia a cada semana, com bons petiscos para tornar o programa irresistível. 

Provolone com cerveja do Docas BeerDivulgação


O Docas Beer, recém-aberto em Copacabana, é bom exemplo da nova safra, pequenino e ‘afogado’ em boas cervejas. A porção bem servida de queijo provolone temperado, ou o patê com geleia de amora (R$ 19) são opções para acompanhar o chope Eisenbahn Pilsen (R$ 9), ou cervas distintas para quem pode investir, como a Eviltwin Hop Flood, uma amber ale da Dinamarca (R$ 26 a long neck).

O agito da Rua Nelson Mandela, em Botafogo, já conhecido ponto cervejeiro da Zona Sul, ganhou recentemente o The Boua, com estilo ‘nova-iorquino’, mesa de sinuca vermelha na parte de cima, e 18 torneiras de chope que estarão em breve a todo vapor. Das 14 disponíveis para o fim de semana, saem chopes da casa, como o The Boua Trigo (R$ 11), ou o La Lager (R$ 9,50). Os petiscos seguem a linha distinta dos bolinho de arroz arbóreo com queijo e ervas, pesto de rúcula e geleia de pétalas de rosas ao lado (R$ 27, com 12 unidades).

Sucesso na Tijuca desde o fim do ano passado, a Yeasteria tem cerca de 300 rótulos, e quadro-negro com as opções das três torneiras de chope. Há opções como a deliciosa e aromática Noi Amara, no estilo double IPA (R$ 16, 300ml). Há ‘réguas’ que permitem degustar os chopes em doses de 100ml, e a lista de petiscos tem bons bocados como as porções de coxinhas com mostarda ao curry (R$ 24,90).

Na Cobal do Humaitá, aberta há mais tempo e se destacando pela maior carta do Rio — e talvez do Brasil — de ‘cervas’ nacionais, com cerca de 200, a Antiga Mercearia é elogiada também pela cozinha. O bife à milanesa aperitivo, sobre pão e queijo derretido (R$ 37,90) faz boa parceria com chopes, a exemplo dos nacionais Röter Summer Ale (R$ 8,50), ou o Antiga Weiss (R$ 6,90).

O Boteco Carioquinha, na Lapa, oferece nas torneiras ótimas produções cariocas, como a APA Cadabra, uma american pale ale, e a Three Monkeys Golden Ale (ambas a R$ 12,90, 300ml). Para devorar, vale apostar na linguiça de pernil recheada com parmesão (R$ 29,90).

ANTIGA MERCEARIA. Cobal do Humaitá. Rua Voluntários da Pátria 446, loja 7 (2226-6553). Diariamente, das 9h à 1h. Cc: Todos. BOTECO CARIOQUINHA. Avenida Gomes Freire 822, Lapa (2252-3025). De seg a qua e dom, das 11h à 1h. De qui a sáb, das 11h às 3h. Cc: Todos. DOCAS BEER. Rua Belfort Roxo 231, Copacabana (3117-8082). De ter a qui e dom, das 15h às 23h. Sex e sáb, das 15h à 1h. Cc: Mastercard e Visa. THE BOUA. Rua Nelson Mandela 100, loja 108 (3083-7420). De ter a dom, das 17h às 2h. Cc: Todos. YEASTERIA. Rua Pereira Nunes 266, Tijuca (3579-3003). De ter a qui e dom, das 17h à meia-noite. Sex e sáb, das 17h às 2h. Cc: Todos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia