Cultura e futebol de graça no Méier

Projeto "Cultura em Movimento" terá teatro gratuito e contação de histórias sobre futebol um dia antes da abertura da Copa do Mundo

Por O Dia

O projeto ficará no terminal do Méier até outubro deste ano
O projeto ficará no terminal do Méier até outubro deste ano -

Rio - A próxima edição do projeto "Cultura em Movimento", da Transportes Flores, no Méier, acontece quarta-feira, um dia antes da abertura da Copa do Mundo 2018. O evento vai ser um dia de muita história sobre futebol para quem passar pelo terminal de ônibus Américo Ayres, no Méier. Encenações teatrais e brincadeiras sobre o esporte mais popular do planeta também fazem parte da programação gratuita, que será realizada das 10h às 14h.

“Levamos a temática do futebol para os clientes entrarem no clima da Copa do Mundo. As histórias do mundo da bola serão a tônica das apresentações, com decoração verde e amarela, na torcida pelo hexa da Seleção Brasileira”, explicou Cristina Gullo, do setor de Comunicação da Transportes Flores.

O projeto

O projeto funciona como uma biblioteca itinerante e conta com literatura infantil, juvenil e adulta. O objetivo é estimular a leitura da população permitindo que clientes peguem livros emprestados ou troquem os seus pelos disponíveis no projeto. Os livros disponíveis na cabine da Transportes Flores foram doados pelos colaboradores, por parceiros da empresa, pela Biblioteca Nacional e pelas editoras Arqueiro, Folio Digital, Hexus, Arquimedes e Sextante.

No primeiro mês de "Cultura em Movimento" no Méier, foram emprestados 358 livros e recebidas 433 doações. Qualquer pessoa pode participar, basta preencher nome e endereço de e-mail, pegar um livro e devolver ao acabar de ler, para que outras pessoas também possam se beneficiar. Além disso, é possível trocar livros na cabine: basta pegar um exemplar e deixar outro no lugar. 

 

Mensalmente acontecem atividades no Terminal Américo Ayres para estimular ainda mais a leitura de livros da biblioteca. O projeto ficará no terminal do Méier até outubro deste ano. “Queremos estimular a leitura da população permitindo que clientes peguem livros emprestados ou troquem os seus pelos disponíveis na cabine”, contou Gullo.

Mais de 900 livros emprestados

Juntando as duas edições do projeto, 926 livros já foram emprestados para a leitura de clientes. Durante os três primeiros meses, quando a biblioteca esteve em Nova Iguaçu, 568 livros foram lidos. “No Méier, queremos trazer as crianças e os pais para que ainda mais pessoas possam participar e conhecer a iniciativa. Ampliamos para seis meses o tempo de permanência, para aumentar ainda mais a quantidade de livros emprestados e lidos. Queremos espalhar cultura”, diz Cristina Gullo.

 

De acordo com PNAD/IBGE, a média de tempo no trânsito na região metropolitana do Rio de Janeiro é de 52 minutos para o trajeto casa-trabalho e esse tempo poderá ser preenchido com a leitura de um livro. “O objetivo é estimular a leitura e fazer os livros circularem pela cidade. Assim como nosso ônibus, queremos que os livros façam várias viagens e cheguem ao maior número de pessoas”, conclui Gullo.

 

 

Últimas de Diversão