A Festa Inventada da Luara - Divulgação
A Festa Inventada da LuaraDivulgação
Por Aventuras maternas
Curso gratuito de estimulação

O desenvolvimento infantil nada mais é do que o processo que as crianças vivenciam desde o nascimento até o início da adolescência, por volta dos 12 anos de idade. O desenvolvimento apresenta uma série de marcos que constituem a aprendizagem e envolve as quatro esferas que compõem a história de qualquer pessoa: física, cognitiva, social e afetiva. E pensando em ajudar pais que não sabem como estimular as crianças em cada uma dessas esferas, ela oferecerá um curso online gratuito, de 9 a 12 de novembro, às 20h. Para ter acesso ao Guia de Estimulação, basta acessar o Instagram @autonomiainstituto por onde será enviado o link aos interessados. Mais informações: [email protected]

Atrações com desconto para a garotada

Enquanto o tempo não firma para uma programação ao ar livre, as atrações infantis em teatros cariocas não param. E o melhor: com descontos que chegam a 60% pelo Clubinho de Ofertas. Na Zona Norte, tem “Frozen 2, uma Nova Aventura” no Teatro Henriqueta Brieba, na Tijuca; e “A Cigarra e a Formiga - o Musical”, no Teatro Miguel Falabella, no Norte Shopping, que fica no Cachambi. Já na Zona Sul, o sábado tem “Violúdico: todos os ritmos para crianças”, no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea, com apresentação única; “O Mágico de Oz” e “Nemo, o musical”, no Teatro Vannucci, no mesmo shopping. E para dar início à temporada de espetáculos com temática natalina, estreia, no próximo dia 14, “História de Brinquedo – Especial de Natal”, também no Clara Nunes, na Gávea. Mais informações sobre cada uma das atrações e seus descontos, acesse https://www.clubinhodeofertas.com.br/rio-de-janeiro. Vale lembrar que todos os locais estão seguindo os protocolos de segurança em relação à Covid-19.

Uma árvore que toca corações

Assim como nos contos de fadas, o lançamento infantil “O Jovem Lenhador e o Violão” começa com “Era uma vez”. A diferença é que a protagonista não é uma princesa, mas uma árvore. A escritora Jania Souza empresta sentimentos humanos para o mundo vegetal com o objetivo de sensibilizar os pequenos leitores sobre a necessidade de preservar a natureza. A árvore criada por Jania era conhecida por ser a herdeira das nobres qualidades e características imunes aos ataques de cupins e brocas. Mas tudo muda quando a floresta é atacada por lenhadores, já que por sua mobilidade nada poderia fazer para evitar o seu fim. E o inevitável acontece: a árvore especial é cortada. Contudo, antes de virar lenha, um jovem músico e lenhador sai em defesa e consegue salvar a melhor parte da planta, o coração. É desta forma que a essência da árvore ressurge como um violão, agora não mais muda e inerte, e sim cheia de voz e sensibilidade. Além de “O Jovem Lenhador e o Violão, Jania é autora de outras 17 obras. A publicação sai por R$ 30,00 e pode ser adquirida em https://www.editorab3s.com/loja-virtual

Novembro tem McDia Feliz

No dia 21 de novembro acontece o McDia Feliz, maior campanha nacional em prol de adolescentes e crianças com câncer. Todos os anos, um dia de vendas do sanduíche Big Mac é revertido ao tratamento destes jovens.

O GRAACC é uma das instituições beneficiadas com a ação e já está vendendo vouchers antecipados do Big Mac para serem trocados pelo sanduíche nos restaurantes participantes da campanha. O valor do voucher antecipado para compra de Big Mac no McDia Feliz será o mesmo do último ano, R$17,00. A venda de vouchers físicos diretamente pelos institutos será mantida. O McDia Feliz 2020 acontece no dia 21 de novembro (sábado) em todos os restaurantes da rede McDonald’s no Brasil.

Onde mora a diversidade?

Brigadeiros e salgadinhos deliciosos, balões para enfeitar a sala e um bolo especial para marcar mais um ano de vida. Qual criança não fica animada com a ideia de comemorar o aniversário rodeada de brincadeiras e doces? Apesar de ser o tema principal da história, o novo livro infantil da Saíra Editorial, “A festa inventada da Luara”, não trata apenas das maravilhas de uma boa festinha com quitutes e enfeites que podem ser comprados. Ele mostra às crianças as delícias de comemorar a vida e a importância de cultivar as amizades, pois é muito melhor construir o momento com imaginação e boas companhias. Com a chegada do aniversário de Luara, a família da pequena monta uma força-tarefa para tornar o dia dela ainda mais animado. Uma festa linda foi planejada e os amiguinhos que ela ama compareceram: Flora, Renato, Júlia e Ângelo levam presentes especiais e muita energia para brincarem juntos até cansar – e foi isso o que fizeram! A vovó Mazé, quando viu as crianças se divertindo, perguntou baixinho à neta qual entre todos seria o melhor amigo dela. Ela pensou, pensou e, ao fim da festa, descobriu! Para saber a resposta e como termina a história, a autora Maura Dias convida adultos e crianças a mergulharem nas 40 páginas de um livro cativante. Os temas da diversidade, da cooperação e do respeito vêm à tona com as ilustrações de Luciana Romão, que deixam de lado os estereótipos para trazer a beleza do “ser diferente” em rostos sensivelmente desenhados. “A festa inventada da Luara” chega por R$ 26,00 e pode ser comprado em https://amzn.to/3knd4gQ

Produções brasileiras para público infanto-juvenil

Neste sábado (7/11), a TV Cultura amplia sua programação infanto-juvenil com três novas séries. Sempre destacando produções brasileiras, a emissora passa a exibir aos finais de semana as séries “Foi Assim Foi Assado”, “Borboletas e Sereias” e “O Boneco de Barro e o Rei”. A animação pernambucana “Foi Assim Foi Assado”, feita com recortes de revista, conta a história de Teresa, uma criança curiosa que vive em um mundo cheio de viagens interplanetárias, robôs que são casas e submarinos mágicos. No primeiro episódio, a garota decola com a casa foguete e com sua avó inventora para conhecer personagens da corrida espacial, como a cachorra Laika, e desbravar o universo, unindo ciência e imaginação. Vai ao ar aos sábados, a partir das 9h15. “Borboletas e Sereias” chega com uma linguagem híbrida que mescla depoimentos com ficção. A série documental aborda a construção da identidade na infância, tratando de questões de gênero, brincando com a liberdade e explorando universos coloridos e diversos. No episódio de estreia, crianças conversam sobre o que é ser criança. Será exibida aos sábados, a partir das 10h. E no seriado tocantinense de dramaturgia infanto-juvenil “O Boneco de Barro e o Rei”, a trama gira em torno de Mestre Toá, um artesão que vivia feliz com sua esposa na província de Barrolândia. Já no primeiro episódio, sua mulher perde a vida ao dar luz a um bebê. Dez anos depois, a frágil criança, de quem o artesão cuidava sozinho, também falece. Desolado, Mestre Toá molda um boneco com argila e lágrimas e deixa a província, mas o boneco toma vida e parte em busca de respostas existenciais. A série vai ao ar aos sábados e domingos, a partir das 16h15. Realização Fundação Padre Anchieta, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal - Lei de Incentivo à Cultura

Tudo bem em ser diferente

Ao mesmo tempo enigmático e atraente, o fundo do mar costuma despertar a curiosidade das crianças. As cores, as ondas, os diferentes – e por vezes inusitados – seres que habitam os mares e oceanos. Tudo cria o ambiente ideal para dialogar com o público infantil sobre um tema cada vez mais presente na vida e na literatura: a diversidade. Assim nasce, pela parceria da escritora e psicopedagoga Roselaine Pontes de Almeida e a ilustradora Michelle Duarte, “Tudo bem não ser igual – cada um é único e especial”. Juntas, elas ajudam a responder a uma questão comum a muitas crianças: o que acontece quando eu me percebo diferente dos meus colegas e amigos? A história parte de um dos seres mais emblemáticos das águas, a arraia. O peixe de cauda longa sai a passear e depara-se, na vasta imensidão, com uma enguia, um caracol, águas-vivas, anêmonas, uma tartaruga-marinha e, é claro, os cardumes de peixes coloridos. O semblante da protagonista logo denuncia o sentimento de tristeza e desânimo. Os amigos, então, percebem e vêm ao encontro dela para procurar entender seus motivos. E foi aí o espanto! Mal sabia ela qual a percepção que os colegas marinhos tinham sobre sua aparência e sua essência. O acolhimento revelou-se como uma grata surpresa, levando os leitores a mergulharem em temas como aceitação, empatia e singularidade. Valores, aliás, presentes em muitas das obras da Saíra Editorial, que buscam sensibilizar e conscientizar o público infantil na construção de um mundo mais crítico e reflexivo. A publicação sai por R$ 26,00 e pode ser adquirida em https://amzn.to/3e6UUh0

Uma cartilha especial

Em nova cartilha contra o coronavírus, a Turma da Mônica leva orientações a familiares de pessoas com síndrome de Down. A cartilha "Dicas para familiares de pessoas com síndrome de Down em tempos de coronavírus", com a personagem Tati e a turminha do Bairro do Limoeiro, foi ilustrada pela MSP com informações da Fundação síndrome de Down e PUC-Campinas, adaptadas a partir das recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). De maneira simples e didática, o material desenvolvido pela MSP orienta o dia a dia das famílias e pessoas com síndrome de Down. Por meio de ações descomplicadas e dicas para controlar o estresse, é possível garantir uma melhor qualidade de vida nesse período. A cartilha aborda uma sugestão de rotina equilibrada com atividades que evitam a ansiedade, desespero ou estresse. Além da cartilha, a Mauricio de Sousa Produções tem realizado uma série de ações de conscientização. São diversos materiais informativos de prevenção e dicas para higienização de objetos utilizados no dia a dia. Além disso, a empresa está disponibilizando conteúdos educacionais e de entretenimento para os pequenos e fãs da Turma da Mônica, a fim de incentivar e agregar bem-estar. Mais informações em www.turmadamonica.uol.com.br/juntoscontraocoronavirus, www.instagram.com/turmadamonica, www.twitter.com/turmadamonica e www.facebook.com/turmadamonica

A importância da escola na Primeira Infância

A pandemia de Covid-19 trouxe mudanças significativas para o setor de Educação. Com o fechamento temporário das escolas e a adoção do sistema de Ensino Remoto, surgem novos desafios, sobretudo no que tange ao cuidado com as crianças abaixo dos 4 anos. Como ensiná-las e promover um espaço de interação para os pequenos com todos em casa, em aulas via teleconferências? Como promover atividades lúdicas em espaços menores e precisando respeitar os espaços e rotinas de trabalho dos pais? E, principalmente, como acolher a criança e preencher o espaço que a escola ocupa em sua formação? Todas essas perguntas permearão os painéis da 1ª Jornada Digital da Educação Infantil, promovida pelo Grupo Santillana, Editora Moderna e Salamandra. O evento será realizado completamente online, entre os dias 9 a 13 de novembro, com inscrições gratuitas. O foco é a formação de profissionais da Educação Infantil, principalmente aos que já estão planejando o ano letivo de 2021. Com uma jornada formativa completa, o evento promoverá debates divididos em pilares temáticos: Gestão Escolar e Políticas Públicas; Gestão do Cotidiano e Integralidade do Ser. Serão três encontros digitais diários, que ocorrerão pela manhã, à tarde e à noite, e terão o objetivo de repensar o papel do Berçário e da Educação Infantil como formação humana essencial. Especialistas de renome nacional conduzirão os painéis e debates, como o escritor, psicólogo e Doutor em Educação (USP) Ilan Brenman; o doutor em Comunicação (URFJ), professor-adjunto da UERJ e coordenador do Programa de Políticas de Educação Superior, André Lázaro; a pedagoga e especialista em Alfabetização em Classes Populares e em Problemas do Desenvolvimento Infantil, Maria Carmen Barbosa; e a Psicanalista, Doutora em Psicologia (USP) e colunista da Folha de S.Paulo, Vera Iaconelli. As inscrições podem ser realizadas em https://sites.google.com/view/jornada-educacao-infantil/home, local que também conta com informações sobre os palestrantes e programação completa do evento.

Pequenos gestos, grandes resultados

A Companhia Alvo volta aos palcos com a temporada online do espetáculo infantil “Meu Pequeno Universo”, chegando aos lares em todo o Brasil para reunir crianças e família em frente à TV para compartilharem uma experiência única de aprendizado. As sessões acontecem às segundas-feiras, entre os dias 9 de novembro e 14 de dezembro, às 19h30. Com um roteiro inspirador e repleto de mensagens de bondade e positividade, o espetáculo retrata a criação do universo pelo olhar de um arquiteto genial e seu filho, que juntos embarcam na aventura de criar um mundo perfeito e vencer as forças do mal que ameaçam o seu Pequeno Universo. A peça traz uma linguagem artística de fácil assimilação, música ao vivo, performances e um universo lúdico para conscientizar o público – em especial as crianças – sobre a importância do nosso planeta e como pequenos gestos geram grandes resultados. Em tempos de incertezas, a jornada em busca da origem de tudo aguça o pensamento questionador e mostra o valor de preservar a casa em que se habita com o propósito. O projeto foi elaborado e tem apoio da ACRIART, Associação Cristã de Artistas, instituição sem fins lucrativos fundada para auxiliar seus associados na elaboração de projetos artísticos e culturais. Os ingressos estão disponíveis na plataforma Sympla, no valor de R$15,00, e podem ser utilizados para assistir todas as apresentações da temporada, sem limite de uso. Para comprar, acesse https://www.sympla.com.br/o-meu-pequeno-universo__1004148