Filho de Maurício de Sousa sofre ataque homofóbico após cogitar criar personagem gay

Fato foi compartilhado pelo empresário nas redes sociais, que também afirmou que pretende processar o responsável pelo comentário

Por O Dia

Mauro Sousa com o paí Maurício de Sousa
Mauro Sousa com o paí Maurício de Sousa -
Rio - Mauro Sousa, filho do cartunista Maurício de Sousa, publicou um print de um ataque homofóbico virtual que sofreu após cogitar criar um personagem gay para as histórias em quadrinhos. A imagem foi compartilhada pelo empresário nas redes sociais, que  também afirmou que pretende processar o responsável pelo comentário.
"Tenho 56 anos, fui fã da revistinha Turma da Mônica. Infelizmente hoje Maurício de Sousa, sem forças para decidir sua vida, vai deixar um viadinho desfazer seu sucesso de décadas. Pode ser que nesses tempos de hoje haverá muitos viadinhos que começarão a inversão da esclerose de Maurício", escreveu o seguidor de Mauro. 
Após o comentário, Mauro frisou a importância da criminalização da homofobia, aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última quinta-feira (13). "Oi, seguiMores! Sabe... eu geralmente prefiro postar coisas legais e felizes, mas dessa vez, resolvi fazer esse post. Não para expor ninguém, mas para informar os mais desinformados. Em uma reportagem recente, eu comentei, sim, que havia planos de um personagem gay na Turma da Mônica e, por conta disso, o infrator fez o comentário homofóbico acima. A diferença entre ontem e hoje é que ontem ele era apenas mais um hater. Mas hoje, ele é um criminoso e pode ir para a cadeia. Não, eu não vou ficar calado. Não, eu não quero mais aceitar que me chamem de 'viadinho'. Só quem pode me chamar assim sou eu mesmo. E sim, a LBGTfobia agora, é crime. Beijos coloridos", disse Mauro sobre o caso. 

Comentários