'Não virei sapatão porque meus pais são gays' explica ex-atriz mirim de Avenida Brasil

Artista interpretou Ágata, a filha de Carminha, na novela que está sendo reprisada em 'Vale A Pena Ver de Novo'

Por Istoé

Ana Karolina Lannes foi criada por um tio gay e o marido dele
Ana Karolina Lannes foi criada por um tio gay e o marido dele -

Rio - A atriz Ana Karolina Lannes, a Ágata de Avenida Brasil, participou de um bate papo nesta quarta-feira (9) com os apresentadores do programa ‘Se Joga’, da Globo. Durante a conversa, a jovem de 19 que é homossexual assumida contou que temeu pela repercussão negativa quando o assunto repetiu na imprensa por ela ter sido criada por um tio gay e o marido dele.

“Quando eu me assumi para os meus pais [o tio e o marido que a criaram], foi tranquilo, eu sabia que seria um ambiente de amor. Eles tiveram a preocupação, claro, de que eu sofresse com coisas que provavelmente eles já sofreram, mas o meu maior medo foi quando a minha homossexualidade saiu na mídia, porque o meu maior medo era que os meus pais sofressem críticas por causa disso. ‘Virou sapatão porque os pais são gays’, e não tem nada a ver, senão não existiriam gays com pais héteros. Meu maior medo sempre foi esse. Quando eu consegui separar isso, mostrei que a única interferência dos meus pais homossexuais na minha homossexualidade foi o quanto eu me aceito e o quanto eles me aceitaram”, afirmou Karol.

Após a fala, a apresentadora Fernanda Gentil elogiou a postura de Karol que apesar da pouca idade se mostra bem resolvida com a situação. “Nossa, como fala bem, né? Tomara que a gente chegue um dia a esse ponto e falar de um assunto desse como fala de uma garrafa d’água. Uma coisa tão natural, desenvolta”.

Comentários