Dulce María fala sobre gravidez e pandemia: 'a vida me disse: ou você é forte ou você afunda'

Cantora contou detalhes da primeira fase da gravidez para uma revista do México

Por O Dia

Dulce Maria
Dulce Maria -
Rio - Ainda nos primeiros meses de gravidez, Dulce María contou detalhes dessa nova experiência de vida. Em entrevista para a revista Cosmopolitan México, a cantora abriu o coração ao falar sobre o significado da gestação nesse momento de pandemia, de que maneira está encarando a maternidade e como foi a descoberta, logo no início do isolamento social.

Galeria de Fotos

Dulce Maria Divulgação/ Sergio Valenzuelach
Dulce Maria Divulgação/ Sergio Valenzuelach
Dulce Maria Divulgação/ Sergio Valenzuelach


"Foi muito forte, porque eu estava gravando uma série desde janeiro com um ritmo de trabalho de segunda a sábado e, de um dia para o outro, tudo acabou. Foi um choque inesperado que nos afetou fisicamente, emocionalmente e mentalmente. Somado ao medo das notícias e o constante bombardeio de informações. Dias depois, comecei a me sentir mal e não fazia ideia do que era, fiz milhares de exames, testes de tudo e um pouco depois, descobri que estava grávida", contou.

Dulce María falou ainda, que antes de descobrir a gravidez, passou por um período difícil longe da família, e que a fez reavaliar a importância de estar perto das pessoas amadas e cuidar de si mesma.

"Antes de confirmar, lembro que estava triste, queria ver minha família, sentia falta deles. Você começa a não tomar nada como garantido; valorizar seus entes queridos, sua saúde, porque agora é a única coisa que podemos fazer: tomar vitaminas, cuidar da alimentação, seguir em frente, dormir o suficiente, café da manhã, almoço e jantar, ter hábitos para evitar perder a cabeça", comentou a cantora.

Além disso, a gestação também teve um papel importante para ela, que resignificou o momento de pandemia que assola o mundo. "Senti minha gravidez como uma mensagem de Deus: quando o mundo está angustiado, preocupado e com medo, eu estaria criando vida. Por um lado, passei a ser grupo de risco, mas é um milagre saber que uma vida cresce dentro de mim. Essa quarentena me colocou contra a parede, como muitas pessoas ao redor do mundo, onde tudo parou. Há outra vida que depende de mim, eu parei de ser apenas eu, agora devo ver primeiro o meu bebê. Desta vez, trabalhei muito emocionalmente para continuar dando vida e estar bem, devo inspirar mensagens positivas para meus fãs, pois é minha responsabilidade. A vida me disse: 'Ou você é forte ou você afunda'", completou.

Comentários