Mayra Cardi descobre pelo menos 16 amantes de Arthur Aguiar

'Não quero que minha filha tenha um marido como o pai dela', disse a ex-BBB

Por O Dia

Rio - Mayra Cardi soltou o verbo em entrevista ao colunista Leo Dias, do "Metropoles", e falou sobre todas as traições do ex-marido, Arthur Aguiar. A ex-BBB revelou que o ator teve pelo menos 16 amantes enquanto estava casado com ela. Mayra também disse que não quer mais ver o ex-marido nunca mais e que espera que a filha do casal não tenha um marido como ele. 
"Queria deixar muito claro que eu só estou trazendo esse assunto, que não é nada fácil e é super desagradável aqui, primeiro porque foi uma maneira de me proteger, porque eu sabia que se eu jogasse a merda no ventilador eu iria mantê-lo longe de mim, pois eu não tenho capacidade disso. Pois se ele quisesse me enganar mais mil vezes, enquanto eu for a vítima, enquanto eu tiver adoecida, eu vou dizer sim. E eu queria sair dessa situação que vira um ciclo de mentira e manipulação. Eu ficava naquele looping de querer acreditar que ele ia mudar e ia ser tudo aquilo que um dia ele prometeu", disse Mayra. 
Ela também disse que ficou em depressão por conta do relacionamento e que chegou a se culpar por tudo. "Quando você é abusada, ainda assim você se sente responsável. E aí eu puxei toda responsabilidade para mim, da minha mudança de personalidade, que foi imposta por ele. Quando você vê que está se repetindo o ciclo, que ele fala que vai mudar então muda, é a hora de você sair, porque ninguém muda ninguém. A pessoa só muda se ela quiser. Eu ainda estou doente. Eu não consigo enxergar que ele é responsável sobre as próprias atitudes. Você sabe quando eu vou ficar curada? Talvez daqui a alguns anos. Foram três anos desta merd* escutando as mesmas coisas", lamentou.
Ao ser questionada sobre as traições de Arthur Aguiar, Mayra disse que descobriu pelo menos 16 amantes. "Que eu descobri foram 16, mas com certeza não descobri de todas. Não foram as traições que me deixaram mais chateadas. Eu não admito as traições, porque não admito mentiras. Se perder a confiança, acabou nossa relação. Se você quiser me trair, você me avisa que está tudo certo; se você sentir necessidade de buscar mulher na rua, me fala, mas não mente para mim. Ele tinha essa porta aberta. Cada caso é um caso, teria que analisar o contexto. Eu não jogaria um casamento fora por causa de uma traição, porque para mim amizade, cumplicidade, tudo o que eu não tinha, era mais importante. Foi por causa dessas coisas que eu não tive e principalmente por causa das mentiras que eu me separei. Não foi por causa das traições físicas. Não que eu ache isso certo e esteja defendendo", garantiu.
Mayra contou que se sentia sozinha, mesmo estando casada. " O abuso emocional que eu me refiro eram as mentiras que ele ia ser um bom marido. Arthur nunca foi meu marido, nunca foi meu parceiro. Não pedia fidelidade, pedia lealdade, presença, amor. O que mais cobrava do Arthur não era traição, era presença. Ela era a pessoa mais ausente. Eu aprendi a viver sozinha, estando casada. Pedia para que ele estivesse ali, pedia para que ele sentasse à mesa para comer, pedia para que ele saísse do telefone, para que vivesse nossa vida". 
Ela afirmou que ainda ama o ex-marido mas que não sabe se ele já a amou algum dia. "Eu tenho minhas dúvidas se ele me amou. E isso responde a sua dúvida. Infelizmente ainda o amo, e um amor abusivo é quando você fica presa, incapaz de sair, e isso responde a sua pergunta quando você questiona por que eu não falo mal dele. Eu falo bem e falo a verdade. Eu amo ele, eu vejo todos os defeitos dele, mas não sou capaz de tirá-lo do meu coração. Passei três anos escutando as mesmas mentiras e querendo acreditar que eu não escolhi errado o pai da minha filha", disse. 
Mayra decidiu contar tudo para que mais tarde a filha saiba o que houve entre ela e o pai. "Porque eu quero que minha filha veja tudo isso. Eu não desejo que ela tenha um relacionamento abusivo como eu passei. Eu não desejo que ela sofra, como eu sofri. Que ela encontre um marido como o pai dela. Quero que o pai dela se cure, para que ele seja exemplo para outros homens não fazerem essas coisas com outras mulheres e para que ela fale: minha mãe é foda. Era meu pai, ela amava ele, ela não aceitou e eu não vou aceitar isso de homem nenhum."