Jesus Luz desmente boatos de que Aline Campos teria sido pivô de sua separaçãoReprodução / Instagram

Rio - Jesus Luz usou as redes sociais, na manhã desta terça-feira, para desmentir boatos de que sua atual namorada, Aline Campos, teria sido pivô do fim de seu casamento com Carol Ramiro. No Instagram, o modelo publicou uma série de stories, a fim de esclarecer os rumores e rebater as mensagens de ódio recebidas pela atriz.
"Acho importante esclarecer as coisas. Carol é uma pessoa que eu respeito muito, é a mãe da minha filha. A gente construiu uma história juntos, não foi um relacionamento fácil, até porque ela me pegou em uma fase muito imatura. Ela também era. A gente foi se desenvolvendo juntos. Separação nunca vai ser uma coisa fácil e simples, por mais que haja consideração e carinho. Sempre alguém vai sair com ego ferido, ou várias pessoas vão sair. Isso é normal", iniciou Jesus.
"Acho um pouco injusto esses haters em cima da Aline. As pessoas tomam um lado e ficam unilaterais, não querem nem ouvir. A pessoa que está com ódio na internet escolheu julgar, não está interessada no seu argumento [...] Aline nunca faltou com respeito com ela [Carol], ela sempre foi minha amiga. Sempre chamei ela para estar com a gente, mas nunca foi amiga da Carol. Sempre houve respeito. E ela nunca flertou comigo, nunca passou de qualquer tipo de limite, de qualquer situação que pudesse afetar o meu casamento com a Carol", contou.
Em seguida, o modelo ratificou que seu relacionamento anterior já estava desgastado, por conta de inúmeros desentendimentos e por isso, terminaria de qualquer jeito. "Isso que estão dizendo é uma infantilidade. As pessoas simplesmente deduzem, tiram conclusões precipitadas e escolhem criar uma 'historinha' de novela na cabeça delas. A Aline não tem nada a ver com o fim da minha separação. A Carol e eu já estávamos nos separando, indo e vindo, brigando. Apesar de todo o amor, carinho, consideração, desejo de fazer dar certo e amor pela nossa filha. A gente passou por momentos muito difíceis e muitos desses foram eu que causei, falta de maturidade da minha parte. Assumo isso tranquilamente. Sempre lutei muito para evoluir, superar e tentar ser o marido ideal para ela. Sempre faltou algo entre nós, e chegou uma hora que chegou ao fim. É natural. A gente fechou um ciclo em que um ajudou muito o outro. Teve muito desentendimento, mas teve muito amor."
O DJ revelou que a ex-esposa já está em um novo relacionamento e isso fez com que ele se sentisse confortável para seguir em frente com seu novo namoro. "Falar que Aline foi pivô? Eu já terminei com a Carol milhões de vezes, a gente já se separou várias vezes. Já tive outros relacionamentos nessas separações, por mais que tenham sido curtos. Não foi a primeira vez que isso aconteceu, de a gente se separar. Mas dessa vez me envolvi com alguém em um tempo curto, mas a Carol também se separou e menos de um mês já estava se envolvendo com outra pessoa. Não sei se ela está apaixonada, se está namorando. Ela abriu isso para mim. A partir do momento que ela abriu isso para mim, deu sinal verde para eu seguir a minha vida, acho que faz sentido. A partir do momento que ela está com outro cara, eu posso estar com outra mulher."
"Sou um cara cheio de defeitos. Errei muito com a Carol, mas acertei muito, também. Trouxe ela comigo, segurei na mão dela, assim como ela fez por mim. Não foi nada arquitetado, não planejei. Jamais levaria uma pessoa que eu estivesse em romance para a minha casa. Depois que me separei, que estava solteiro, me envolvi com uma pessoa que tinha amizade. Isso é normal. A Carol também se envolveu com um amigo dela, que ela já conhecia. Isso é a coisa mais normal do mundo. A gente não vai se envolver com pessoas que estão fora do nosso círculo. Quando a gente se separa, se envolve com alguém que está em volta, já sabe um pouco a história do casal. É normal isso. A gente vai se aproximar de pessoas com quem tem afinidade. A partir do momento em que duas semanas ela estava com outro cara, me expliquem qual é o pecado, qual é o erro de eu estar envolvido com outra mulher? Agora níveis de envolvimento, cada um tem seu tempo, intensidade, conexão. Eu não posso me apaixonar?", desabafou.
"Nunca houve nenhum flerte entre Aline e eu. Nunca houve nada disso, a gente sempre teve uma conexão de amizade fod*. Poucos momentos em que conversava com ela era uma troca muito intensa de ideias, a gente pensa muito parecido. A gente tem uma conexão diferente. Nunca houve desrespeito. Depois que eu estava solteiro, que minha ex mulher abriu para mim que estava saindo com outro cara, me senti no direito de viver. Se ela estivesse chorando em casa, descabelada, chorando depressiva, era outra coisa. Eu ia segurar ao máximo essa história, por empatia, por não querer vê-la surtar, para dar tempo para ela. A partir do momento que ela evoluiu, seguiu e abriu para mim, me senti no direito de viver. Só isso", concluiu.