Agência recomendou a suspensão dessas atividadesDivulgação

Rio - O Procon Estadual do Rio de Janeiro notificou, nesta terça-feira, 4, a MSC Cruzeiros e a Costa Cruzeiros a prestarem esclarecimentos após notícias sobre surtos de covid-19 a bordo das embarcações que operam na costa fluminense. As empresas deverão responder questionamentos feitos pela autarquia, dentre eles, como serão realizados os reembolsos e remarcações das viagens que forem interrompidas ou canceladas.
“A Anvisa manifestou-se sobre a necessidade de interrupção provisória imediata da temporada de cruzeiros. Diante deste cenário, nos antecipamos para garantir que os direitos dos consumidores que tinham viagens marcadas sejam garantidos”, afirmou o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

A MSC e a Costa Cruzeiros deverão responder ainda outros questionamentos à autarquia, como:
Qual é o procedimento dados aos consumidores que possuem viagem marcada, porém foi cancelada, devido a interrupção do serviço solicitada pela Anvisa, se a empresa disponibiliza canais de atendimento aos consumidores para comunicação rápida, clara e transparente àqueles viajantes que aguardam as partidas dos navios nos portos e como é realizada a comunicação ao consumidor de confirmação de embarque ou de cancelamento do cruzeiro. 
Também estão entre os questionamentos, qual o período de quarentena no navio caso tenha ocorrido ocorrência epidemiológica causada pela covid-19 em alguma embarcação, e como foram realizados o atendimento, a assistência, e a prestação do serviço aos passageiros infectados, e aos consumidores não infectados, quantos cruzeiros estão previstos para operar durante a temporada 2021/2022, e destes quantos possuem como rota o estado do Rio de Janeiro e se há plano de contingência em casos de surto de casos de covid-19 a bordo das embarcações em operação.

Agora, as empresas terão 10 dias, a contar do recebimento da notificação, para prestar esclarecimentos ao Procon-RJ.