Trump lista Rússia, UE e China como 'inimigos' antes da cúpula com Putin

'Rússia é um inimigo em certos aspectos, a China é um inimigo economicamente, certamente são inimigos. Mas isso não significa que eles são ruins', disse na entrevista a Jeff Glor

Por AFP

Donald Trump, presidente dos Estados Unidos
Donald Trump, presidente dos Estados Unidos -

Washington - O presidente americano Donald Trump listou a Rússia, a União Europeia (UE) e a China como "inimigos" dos Estados Unidos, por diversos motivos, em uma entrevista exibida neste domingo, na véspera de seu encontro com Vladimir Putin em Helsinque.

"Acho que temos muitos inimigos. Acho que a União Europeia é um inimigo, com o que eles fazem conosco no comércio", disse Trump ao programa "Face the Nation", da CBS.

"A Rússia é um inimigo em certos aspectos. A China é um inimigo economicamente, certamente são inimigos. Mas isso não significa que eles são ruins. Não significa nada. Significa que eles são competitivos", disse na entrevista a Jeff Glor.

Trump repetiu afirmações anteriores de que a UE "realmente tirou vantagem de nós no comércio".

Também se queixou de que "é muito ruim para a Alemanha" que o país dependa do gás da Rússia, pelo qual paga "bilhões" a Moscou.

Os Estados Unidos impuseram tarifas sobre o aço e o alumínio importados da UE e de outros aliados, despertando retaliações.

Uma guerra comercial também está em curso com a China, depois de os americanos implementarem tarifas pelo que chamam de práticas comerciais desleais de Pequim.

Últimas de Mundo & Ciência