Tragédia em Brumadinho é destaque de capa do jornal britânico The Guardian

Publicação cita fúria e dor com a perda de esperança de se encontrar sobreviventes, após desastre com rompimento de barragem em mina da Vale

Por O Dia

Jornal britânico The Guardian associa desastre por rompimento de barragem com fúria e dor no Brasil
Jornal britânico The Guardian associa desastre por rompimento de barragem com fúria e dor no Brasil -

Rio - O jornal britânico The Guardian deu uma chamada de destaque com foto sobre a tragédia de rompimento de barragem de uma mina de minério de ferro da Vale em Brumadinho, Minas Gerais, em sua edição desta terça-feira. A publicação cita fúria e dor com a perda de esperança de se encontrar sobreviventes. 

As buscas por vítimas do rompimento da barragem 1 da Mina do Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais, entram, nesta terça-feira, em seu quinto dia. Militares israelenses apoiarão as equipes de buscas próximo ao local onde ficava o refeitório da mina, onde acredita-se que estavam a maior parte das vítimas. Os militares vão usar radares e detector de sinais de celulares para tentar localizar os desaparecidos.

Cinco engenheiros foram presos nesta manhã em São Paulo e em Minas, suspeitos de fraudarem o laudo técnico de operação na barragem.

Ainda não há o número de militares israelenses que participarão das buscas, segundo os bombeiros. Dentre os brasileiros serão 290 militares: 120 de Minas Gerais e os demais de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás e Alagoas.

O número de mortos confirmados na tragédia subiu para 65 na noite de segunda-feira. Destes, 19 corpos foram identificados. Há ainda 279 desaparecidos. A informação foi divulgada pela assessoria do governo de MG.

O balanço informa ainda que 382 pessoas foram localizadas. Até o momento, 192 pessoas foram resgatadas.

Comentários