EUA: Trump tenta acalmar expectativas em relação à encontro com Coreia do Norte

Presidente americano tenta dissuadir Coreia do Norte de continuar com programa de armas nucleres

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Donald Trump
Donald Trump -

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenta administrar as expectativas para a sua segunda reunião com o líder norte-coreano Kim Jong Un, prevendo uma "continuação do progresso" em relação ao último encontro entre os dois.

Em sua conta no Twitter, Trump escreveu seguirá amanhã cedo para a reunião em Hanói, no Vietnã, acrescentando um aceno tentador para o desarmamento nuclear. Ele também disse que Kim sabe que "sem armas nucleares, seu país poderia rapidamente se tornar uma das grandes potências econômicas do mundo".

Na primeira reunião entre os líderes, realizado em junho de 2018 em Cingapura, o resultado foi um compromisso vagamente formulado pela Coreia do Norte para desmantelar seu programa de armas nucleares. Chegando à cúpula desta semana, Trump disse que o país asiático não testou nenhuma arma nuclear em meses e que, se permanecer assim, ele não tem pressa.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse em entrevista a uma rede de TV que esperava "um avanço substancial". Mas, ele advertiu, "pode não acontecer, mas espero que sim". "O Presidente Trump também disse que isso vai levar tempo. Pode ter que haver outro encontro. Podemos não atingir um resultado final essa semana", disse Pompeo

Comentários