Brasil assina cinco acordos com Israel

Bolsonaro em visita a Israel anunciou a criação de um escritório em Jerusalém

Por O Dia

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante declaração conjunta em Jerusalém
O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante declaração conjunta em Jerusalém -

Israel - Em sua quarta visita oficial em apenas três meses de governo, o presidente Jair Bolsonaro em visita a Israel anunciou a criação de um escritório de representação comercial em Jerusalém. Ao lado do primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, Bolsonaro detalhou que o escritório será responsável pelas áreas de ciência, tecnologia e inovação e negócios.

Bolsonaro destacou a parceria entre as duas nações, que classificou como um "casamento". "Eu disse antes de ser candidato: olha o que Israel não tem e o que é; e olha o que o Brasil tem e não é. Esse nosso casamento no dia de hoje vai trazer benefícios aos nossos povos", ressaltou.

Netanyahu também assinalou a importância da iniciativa. Para ele, pode ser um primeiro passo para a transferência da Embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. "Eu espero, quem sabe, um dia chegue a Embaixada do Brasil a Jerusalém."

Entre os cinco acordos firmados e um memorando de entendimento assinados, Bolsonaro ressaltou parcerias na área de aquicultura (atividade de criação de peixes).

"Queremos fazer com que o Brasil também se desenvolva nessa área da piscicultura. Muito obrigado por ter aceitado a proposta apresentada pelo governo brasileiro", afirmou o presidente.

Comentários