Jovem com covid-19 é estuprada por paramédico a caminho do hospital

Homem a estava conduzindo para um hospital quando desviou a rota da ambulância para cometer o crime

Por O Dia

Ambulância (imagem ilustrativa)
Ambulância (imagem ilustrativa) -
Rio - Uma jovem de 19 anos, infectada com coronavírus, foi estuprada por um paramédico que conduzia a ambulância que a levava ao hospital, na noite do último sábado. O caso aconteceu no distrito de Pathanamthitta, em Kerala, na Índia. As informações são do jornal indiano Bangalore Mirror. 

Galeria de Fotos

Jovem estava sendo encaminhada para hospital local Reprodução
Jovem foi estuprada em ambulância Reprodução
Ambulância (imagem ilustrativa) AFP
Coronavírus Pixabay
O motorista, identificado como V Noufal, de 29 anos, a estava conduzindo para um hospital da região, quando desviou a rota da ambulância para um lugar isolado para a estuprar. Antes de a deixar no hospital, ele a ameaçou para que ela não contasse a ninguém. 
No entanto, a vítima denunciou o estupro e o homem foi preso na manhã do dia seguinte. 
De acordo com a polícia, o estuprador chegou a se desculpar para a vítima na noite do crime. "O que eu fiz é errado. Me perdoe. Não conte para ninguém", ele teria dito.
A ministra da Saúde da Índia, K. K. Shailaja, afirmou que o caso é "desumano" e que "nunca deveria ter acontecido".

Comentários